Umuarama

A relação de amor de Marília Mendonça com os fãs de Umuarama. Relembre o show de 2017

“Tá lotado mesmo? Minha Nossa Senhora”, disse cantora, ao ser informada de recorde de público na Expo Umuarama

Marília Mendonça no palco da Expo Umuarama, em 2017 (FOTO: IGOR CORREIA)
A relação de amor de Marília Mendonça com os fãs de Umuarama. Relembre o show de 2017
Leonardo Revesso
OBemdito
6 de novembro de 2021 19h04

Marília Mendonça cancelou, horas antes, o show que faria na Expo Umuarama na noite de 14 de março de 2020. No dia anterior, ela se apresentou em Paranavaí e foi de lá que voltou para casa, em Goiânia, com o filho recém-nascido.

Assim como toda a classe artística, Marília vinha recebendo pressão para suspender a agenda de trabalho no momento em que se prenunciava a pandemia do coronavírus. Ainda não se conhecia a real dimensão do que viria pela frente.

O Brasil já registrava os primeiros casos de Covid. O primeiro deles foi anunciado em 24 de fevereiro, durante o Carnaval. Um brasileiro que viajou pela Itália foi diagnosticado com a doença no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Paranavaí foi o último show de Marília Mendonça antes da quarentena imposta pelo coronavírus e Umuarama foi a primeira cidade a ter a presença da artista adiada. O retorno à capital da amizade, porém, estava com data marcada: 18 de março de 2022.

Os materiais publicitários com a participação da cantora e compositora já estavam prontos para irem ao ar, segundo a Sociedade Rural de Umuarama. A ideia era iniciar a divulgação no próximo dia 15, informou o presidente da entidade, Milton Gaiari.

“Ficamos em absoluto silêncio, sem saber o que dizer, assim que recebemos a notícia. Tínhamos acabado de fazer uma reunião com a nossa equipe de organização (da Expo). Estamos tristes, muito tristes, por esta perda irreparável”, disse.

Público recorde em 2017

A eterna rainha da sofrência fez um show histórico, para mais de 30 mil pessoas, na Expo Umuarama de 2017, recorde de público do evento. Foram exatos 102 minutos sobre o palco, cantando sucessos que já estavam na ponta da língua do público.  

“Oh meu Deus do céu. Vocês não têm noção da minha felicidade em estar recebendo esse carinho maravilhoso, nessa festa maravilhosa. Acabei de ficar sabendo que somos recorde da festa. Estou muito feliz. Os ingressos estão todos esgotados. Quem entrou, entrou. E agora o bicho vai pegar”, disse Marília, logo no início do show, acrescentando algumas proibições, como não poder chorar e não ligar para o ex.

Marília chegou ao parque de exposições cerca de 40 minutos do show e atendeu a alguns fãs, sorteados em promoções de rádios. Ela estava sorridente e emocionada diante das manifestações de carinho. Em certo momento, perguntou a um dos produtores: “Está lotado mesmo?”. Ao receber a confirmação, exclamou: “Minha nossa senhora.”

Dor no joelho e ‘distância’ de comida

Após dar alguns passos, Marília disse para o mesmo assessor que a dor tinha voltado. “Tá doendo de novo. Latejando. Vou precisar”. Ela se referia a um remédio para dor no joelho. Havia um posto da Unimed na sala ao lado, que cedeu a medicação.

As dores ficaram mais intensas após o show. Havia mais alguns fãs para serem atendidos no camarim depois da apresentação. “Oh meus amores. Eu tô tão feliz que não tem joelho que me pega, viu. Vocês são demais”, afirmou, atendendo um a um.

Naquele mesmo ano, Marília fez uma cirurgia ortopédica e permaneceu algumas semanas com estabilizador.

Outra curiosidade da vinda de Marília Mendonça à Expo Umuarama é que ela evitou ficar perto da mesa de frios e bebidas servidos no camarim. “Não quero nem chegar perto. Gordinha não pode ver comida, gente. Só quero uva”.

  Fotos: Igor Correia / Vídeo: Yasmin Natacha

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

LEIA TAMBÉM