Instituto Nossa Senhora Aparecida
Lançoni
Umuarama 69 anos
Sicred
Momento da aglomeração na entrevista com o Ratinho Junior. FOTO: RICARDO TRINDADE/OBEMDITO
Leonardo Revesso Publisher do OBemdito

Aglomeração na visita do governador a Umuarama é alvo de críticas

Uma imagem vale por mil palavras e um vídeo vale por mil imagens. Não há o que contestar. A visita […]

Momento da aglomeração na entrevista com o Ratinho Junior. FOTO: RICARDO TRINDADE/OBEMDITO
Aglomeração na visita do governador a Umuarama é alvo de críticas
Leonardo Revesso - OBemdito
Publicado em 25 de abril de 2021 às 11h24 - Modificado em 26 de abril de 2021 às 09h46
Cupom Local
Porto Camargo
9 Espetaria
Atlanta Pneus
Lançoni
Gastro Umuarama

Uma imagem vale por mil palavras e um vídeo vale por mil imagens. Não há o que contestar. A visita do governador Carlos Massa Ratinho Junior em Umuarama na última sexta-feira (23) teve sim um momento preocupante de aglomeração, protagonizado por profissionais da imprensa no momento da entrevista coletiva. Um repórter chegou a retirar a máscara por alguns instantes, enquanto pedia sinal ao estúdio.

Mesmo em local aberto, com ampla ventilação, a cena contraria os decretos de segurança em saúde assinados pelo próprio governador, como forma de reduzir os casos de infecção pelo coronavírus no Estado. 

OBemdito acompanhou toda a solenidade em que Ratinho Junior lançou a pedra fundamental da duplicação da PR-323, no trecho urbano entre o Posto Gauchão e o trevo de acesso à cidade de Mariluz, mas retirou-se local no momento da entrevista, por entender que havia risco aos seus repórteres.

Foi um momento histórico para Umuarama, dada a importância da obra, que inclusive já começou e, segundo o governo, deve ser concluída até abril do próximo ano, com investimentos de R$ 66,1 milhões. A desordem na coletiva, no entanto, poderia ter sido evitada pela assessoria de imprensa do Palácio Iguaçu, ao impor limites de distanciamento aos jornalistas.

De outro lado, os profissionais são obrigados a competir com o assédio de lideranças e autoridades presentes neste tipo de ato. São prefeitos, vereadores e chefes de alguma coisa que precisam de uma foto com a estrela do momento para postar nas redes sociais e, assim, comprovar a ‘dura agenda de compromissos’.

Alguns casos são patéticos. Um vereador postou uma foto com Ratinho Junior e legendou que esteve com o governador em uma “conversa muito proveitosa” em que discutiram “futuras conquistas” para o seu município. O dito vereador não teve mais que 10 segundos com Ratinho, sempre educado e prestativo com as pessoas que o rodeiam.

Também há a ciumeira de deputados, no afã de aparecer mais que os adversários. Sim, verdade seja dita. Eles demonstram amizade, falam bem uns dos outros ao microfone, mas é tudo papo para boi dormir. Poucos perceberam, mas a placa de lançamento da pedra fundamental da duplicação não chegou a ser descerrada por Ratinho, e sim por uma série de mãos bobas trêmulas por 15 minutos de fama. Aliás, teve que deputado oportunista grudou na pedra para garantir o melhor lugar. O governador ficou na parte de trás.

A crítica dos profissionais e empresários de eventos, em forma de comparação (eles podem aglomerar, nós não podemos), surge no momento em que o setor se diz esquecido e eleva o tom para que o prefeito Celso Pozzobom flexibilize o decreto da pandemia e autorize, de forma gradual, o retorno de festas e demais agendas corporativas.

Os profissionais dizem que estão perdendo contratos para cidades da região, que têm autorizado a retomada dos eventos em um processo escalonado. 

O pedido divide opiniões, porque o pior da pandemia ainda não passou em Umuarama. Dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) disponíveis nos hospitais Cemil e Uopeccan, 100% estão ocupados, conforme boletim divulgado neste sábado pela Secretaria Municipal de Saúde. Umuarama registrou 45 novas positivações pela doença neste sábado (24).

Mas se de um lado os eventos regulares não podem ser realizados, alguns bares seguem desrespeitando as normas, deixando de cumprir as medidas de distanciamento entre os clientes. Três estabelecimentos foram multados em operação neste sábado e festas privadas, em residências, tiveram que ser encerradas.

O número de equipes de fiscalização na cidade é considerado pequeno para dar conta de tanta irregularidade. 

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Pós Unialfa
Porto Camargo
Uvel