Umuarama

Duplicação da PR-323 em Umuarama deve ser concluída até abril de 2022

Governador Ratinho Junior lançou a pedra fundamental da obra, já iniciada, na manhã desta sexta-feira

O governador Ratinho Junior discursa no lançamento da pedra fundamental do trecho da PR-323 entre o Posto Gauchão e o trevo de Mariluz / FOTOS: RICARDO TRINDADE
Duplicação da PR-323 em Umuarama deve ser concluída até abril de 2022
Leonardo Revesso
OBemdito
23 de abril de 2021 12h26

A duplicação do trecho da PR-323 entre o Posto Gauchão e o trevo de acesso a Mariluz, no perímetro urbano de Umuarama, deverá ser concluído até abril do próximo ano. Foi o que anunciou nesta sexta-feira (23) o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Ele acompanhou o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) no lançamento da pedra fundamental da obra. A solenidade aconteceu pela manhã, às margens da rodovia. O investimento no trecho de 4,4 quilômetros (considerando as duas pistas) deve totalizar R$ 61,1 milhões, conforme o anúncio oficial, com recursos provenientes de financiamento no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Ratinho Junior tem utilizado uma estratégia diferente no anúncio de obras. Ele tem optado por lançar obras já com as máquinas em campo. No trecho da PR-323 os trabalhos foram iniciados há cerca de duas semanas. 

O prefeito Celso Pozzobom comemorou o investimento do governo e disse que a duplicação será importante para expandir o parque industrial da cidade, além de trazer benefícios para os milhares de motoristas que circulam diariamente pela rodovia. O trecho que atravessa Umuarama é um dos mais críticos, com congestionamentos nos horários de pico.

O trecho que será duplicado inicia no km 299,6 da PR-323, pouco antes do trevo do “Gauchão” (entroncamento da PR-323 com a avenida Ângelo Moreira). Neste ponto a rodovia será rebaixada de 7 a 8 metros, preservando o alinhamento e os acessos dos empreendimentos que ficam na margem da rodovia, e fazendo com que a trincheira de acesso passe por cima da rodovia.

Ao longo de todo o trecho estão previstas agulhas de entrada/saída da rodovia e das marginais, o que proporcionará aos motoristas que percorrem o segmento, entrar e sair das vias com mobilidade adequada, possibilitando acesso ao aeroporto e demais empreendimentos nas margens da rodovia. 

No trevo de acesso a Mariluz (PR-468) haverá uma nova interseção em desnível. Diferente do acesso ao Gauchão, no entroncamento de acesso a Mariluz a rodovia passará por cima, possibilitando que as marginais fiquem em nível, e fazendo com que o acesso à PR-468 passe por baixo da rodovia.

Aglomeração

O lançamento da pedra fundamental aconteceu em estrutura coberta e laterais livres, para maior ventilação. Todas as pessoas presentes tiveram que passar por aferição de temperatura corporal e higienizar as mãos com álcool gel. 

Também receberam orientações para manter o distanciamento mínimo de 2 metros. Os cuidados ficaram a cargo da Prefeitura de Umuarama, que atuou em conjunto com a equipe de cerimonial do governo do Estado.

O mau exemplo ficou por conta dos profissionais de imprensa, que se aglomeraram para a entrevista coletiva com o governador. A falha foi creditada à assessoria de imprensa do Palácio Iguaçu, que poderia ter preparado um esquema diferente. Ao perceber a aglomeração, a equipe do OBemdito se retirou do local. 

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

LEIA TAMBÉM