Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Todos os combustíveis tiveram aumento de preço no último mês em Umuarama, informa o Procon

Recordista de reajuste foi o etanol (quase 5%), seguido pelo diesel (2,6%) e a gasolina (2,5%)

Foto: Assessoria PMU
Foto: Assessoria PMU
Todos os combustíveis tiveram aumento de preço no último mês em Umuarama, informa o Procon
Redação - OBemdito
Publicado em 4 de julho de 2024 às 15h53 - Modificado em 4 de julho de 2024 às 18h22
9 Espetaria
Gastro Umuarama
Porto Camargo
Cupom Local
Atlanta Pneus

Após pouco mais de seis meses mantendo-se equilibrado, os preços dos combustíveis apresentou um aumento médio de 2,6% nos últimos 30 dias, conforme levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Umuarama apresentado nesta quinta-feira (4). Os recordes foram verificados no diesel, que teve reajuste de 4,9%, no etanol (2,6%) e na gasolina (2,5%).

A pesquisa de preços de combustíveis do mês de julho indicou também que a gasolina mais barata de Umuarama foi em encontrada a R$ 5,57 e a mais cara a R$ 6,09 (diferença de 9,33%); a gasolina aditivada mais barata custa R$ 5,68 e a mais cara R$ 6,29 (diferença de 10,7%); o etanol mais barato foi encontrado a R$ 3,67 e o mais caro a R$ 4,09 (uma diferença de 11,4%), o diesel foi encontrado a R$ 5,67 e a R$ 5,99 (diferença de 5,6%) e o diesel S10 custa R$ 5,72 em um posto e até R$ 6,49 em outro (diferença de 13,4%).

Eduardo Henrique Ceranto, secretário do Procon Umuarama, comenta que continua sendo mais vantajoso abastecer os veículos com etanol. “Considerando que a autonomia do veículo abastecido com álcool é 30% menor do que os abastecidos com gasolina, é preciso também que o preço do litro seja 30% menor, o que é registrado em nossa cidade”, explica.

GÁS MANTÉM PREÇO

O preço do GLP (gás liquefeito de petróleo, popularmente chamado de gás de cozinha) praticamente não sofreu alteração entre junho e julho, conforme pesquisa realizada mensalmente pelo Procon Umuarama. “O preço médio no mês passado era R$ 89,78 e agora é de R$ 89,91 (diferença de 0,1%), para retirada do produto no local, e R$ 102,36 em 11 de junho e R$ 102 em 3 de julho (diferença de -0,35%) considerando a taxa de entrega.

O botijão de 13 quilos mais barato foi encontrado a R$ 78 e o mais caro a R$ 95 (diferença de 21,8% para retirada no local) e R$ 98 e R$ 105 (diferença de 17,3% com taxa de entrega). Vale destacar que os preços pesquisados, tanto dos combustíveis quanto do gás de cozinha, são informados pelos fornecedores e estão sujeitos a alterações que podem ser diárias. E se alguém tiver alguma dúvida, basta entrar em contato com o Procon pelo telefone (44) 3621-5600.

PESQUISA DE PREÇOS – COMBUSTÍVEIS – JULHO/2024 – Clique aqui.

PESQUISA DE PREÇOS – GÁS DE COZINHA – JULHO/2024 – Clique aqui.

(Reportagem: Assessoria PMU)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo