Fotos: Colaboração/OBemdito

Umuarama

Moradora reclama de terrenos baldios no bairro Cândido Portinari: ‘animais peçonhentos’

A moradora enviou diversas imagens mostrando a situação do local e diversos ratos que foram capturados nas últimas semanas

Moradora reclama de terrenos baldios no bairro Cândido Portinari: ‘animais peçonhentos’
Stephanie Gertler
OBemdito
2 de abril de 2024 18h47

A moradora Jenifer Melo, de 33 anos, entrou em contato com OBemdito para relatar um caso de abandono em vários terrenos no bairro Cândido Portinari, em Umuarama. Segundo ela, o problema remonta há vários meses. Jenifer reside na rua Cruz e Souza e mencionou que na última vez que uma limpeza foi realizada, no início do ano, uma cobra coral foi encontrada por um funcionário da Prefeitura, que teve que matá-la.

“Sem contar as duas cobras Cascavel que foram encontradas do ano passado pra cá. Ratos não sabemos mais o que fazer para acabar com eles. Já tentamos veneno, armadilhas, ratoeira, mas não acaba. Quando chove é tanta lesma nos muros que dá desgosto. É muito bicho”, relatou.

A moradora também destacou que não é somente ela quem enfrenta problemas, mas todas as pessoas que residem próximas aos locais. “Eles (Prefeitura) falam que vão notificar os donos”.

O presidente da associação de moradores do bairro, Erike Silva, afirmou que a situação envolve diversos fatores. Vários terrenos estão com bloqueios judiciais e, por isso, nem a prefeitura e nem os moradores podem mexer nos espaços. O líder comunitário apontou que parte dos problema é criada pelos próprios moradores, a exemplo dos entulhos jogados nas datas vazias.

“Fizemos uma limpeza completa faz mais ou menos dois meses. Porém, em poucos dias a população já havia jogado móveis, colchões, entre outros materiais nos mesmos locais. Estamos lutando muito para conscientizar as pessoas, porém está muito difícil. Mas os terrenos que têm problema judicial, nesses não podemos mexer. Esses são a maior dificuldade que enfrentamos no momento”, explicou.

Erike calcula que mais ou menos 10 terrenos são de responsabilidade da Prefeitura e outros 50 encontram-se com problemas judiciais.

Por meio de nota, a administração municipal respondeu o que segue:

“O setor de Fiscalização de Posturas da Prefeitura informou que são todos protocolos recentes – da segunda quinzena de março, portanto ainda dentro do prazo de fiscalização e eventual autuação dos proprietários, e que os fiscais do município estão a campo realizando o trabalho.

Neste ano de 2024 o setor de Postura já emitiu 1.396 notificações apenas sobre imóveis sujos e carros abandonados, e já recebeu 1.015 denúncias. Todas foram encaminhadas para fiscalização. E foram emitidas, também, 310 ordens de roçada para imóveis particulares.”

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.