Umuarama 69 anos
Lançoni
Sicred
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Redação Publisher do OBemdito

Implantação de galerias prevenirá que córrego transborde na ligação entre estradas Pavão e Dias

O serviço foi iniciado no último dia 11 e deve ser concluído nesta semana

Foto: Assessoria PMU
Foto: Assessoria PMU
Implantação de galerias prevenirá que córrego transborde na ligação entre estradas Pavão e Dias
Redação - OBemdito
Publicado em 25 de março de 2024 às 07h16 - Modificado em 25 de março de 2024 às 11h02
Atlanta Pneus
Porto Camargo
Cupom Local
Lançoni
Gastro Umuarama
9 Espetaria

A ligação pavimentada entre duas das principais estradas rurais de Umuarama está bem próxima. A estrada Dias (que se conecta à avenida Presidente Castelo Branco) foi uma das primeiras asfaltadas durante a gestão do prefeito Celso Pozzobom e agora avança rapidamente a pavimentação da estrada Pavão, que parte da rodovia PR-489 (saída para Xambrê) e segue sentido à antiga farinheira.

O primeiro trecho – de 2.800 metros de extensão – já recebeu capa asfáltica e a colocação de grama nas faixas laterais está próxima da conclusão. Em breve a implantação de sinalização viária completará o serviço. Mais adiante, outro trecho de 1.800 metros está sendo preparado para o asfalto e boa parte já recebeu, inclusive, a base com solo-cimento.

Enquanto uma empresa terceirizada avança com os serviços preliminares da pavimentação, a prefeitura está resolvendo um antigo problema da estrada Dias, que fica mais evidente nos períodos de chuva forte.

A via rural é cortada pelo córrego Tucuruvi, que tem nascentes na região do Parque Dom Pedro e no percurso recebe pequenos afluentes. Porém, durante os períodos chuvosos, o curso d’água é ‘encorpado’ pela drenagem pluvial de vários bairros da cidade e, com o volume extra, acaba transbordando e passando sobre o leito da estrada.

“Já vimos o córrego passar por cima da estrada com mais de um metro de água. É um volume muito grande, que chega a impedir a passagem dos moradores e danifica a estrada constantemente”, lembrou o diretor de Obras da Prefeitura, Hélio da Silva Junior. Por isso, a Secretaria de Obras está implantando uma rede com quatro linhas de tubos de 1,5 m de diâmetro.

Além da passagem pela ponte, o local já conta com duas tubulações de drenagem de 1,2 m cada, que se tornaram insuficientes com o aumento no volume de água. “Agora que o trecho será asfaltado, estamos aumentando a capacidade de drenagem para resolver de vez o problema. O leito da estrada será elevado e os tubos vão garantir a passagem da água das chuvas, sem permitir alagamentos”, acrescentou o secretário de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos, Renato Caobianco

O serviço foi iniciado no último dia 11 e deve ser concluído nesta semana, com o investimento aproximado de R$ 120 mil em materiais. A mão de obra para colocação dos tubos – cerca de 60 – e construção das alas de entrada e saída, em concreto armado, é realizada por uma prestadora de serviços do município e o aterro da estrada será realizado pela empreiteira contratada para a pavimentação.

Orçada em R$ 2,5 milhões, a primeira etapa do asfalto da Pavão conta com recursos de emenda do deputado federal Toninho Wandscheer (R$ 859 mil) e R$ 1,64 milhão divididos entre a Prefeitura e os proprietários de terras. A etapa final será custeada com recursos próprios.

(Assessoria PMU)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Uvel
Porto Camargo