Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Policial da cavalaria é derrubado e apanha de manifestantes em Brasília

Um policial militar da cavalaria foi derrubado e brutalmente agredido por manifestantes radicais que invadiram e ocuparam o Congresso Nacional […]

Foto: Reprodução/RIC Mais
Policial da cavalaria é derrubado e apanha de manifestantes em Brasília
Redação - OBemdito
Publicado em 9 de janeiro de 2023 às 08h54 - Modificado em 9 de janeiro de 2023 às 08h54
Porto Camargo
Atlanta Pneus
Cupom Local
Gastro Umuarama
9 Espetaria

Um policial militar da cavalaria foi derrubado e brutalmente agredido por manifestantes radicais que invadiram e ocuparam o Congresso Nacional neste domingo (8), em Brasília. Em vídeos feitos no local, é possível ver integrantes do grupo gritando “derruba, derruba”, enquanto o homem é puxado para fora do cavalo.

Nas imagens é possível ver que o agente de segurança pública passava acompanhado de outros membros da cavalaria que conseguiram seguir com o trabalho, porém os manifestantes se agruparam no último policial e o jogaram com violência ao chão.

Após ser derrubado, o servidor público é atacado pelos criminosos com pedaços de pau e até uma bandeira do Brasil.

RASTRO DE DESTRUIÇÃO

O Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto foram invadidos por manifestantes apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro na tarde deste deste domingo (8). Os locais foram sinalizados pelo rastro de destruição deixado pelos criminosos.

O presidente Lula assinou, por volta das 17h30, um decreto que autorizou a intervenção da segurança no Distrito Federal, acionando militares do Exército Brasileiro para manter a segurança.

Ao menos 30 manifestantes haviam sido presos em flagrante dentro de prédios do governo.

BLOQUEIO DE ÔNIBUS

Ônibus e caminhões com manifestantes estão proibidos de ingressar no Distrito Federal até o dia 31 de janeiro. A decisão faz parte de rol de medidas tomadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, após a invasão e vandalização de prédios públicos nesse domingo (8). As medidas foram publicadas na madrugada desta segunda-feira (9).

Moraes determinou também a apreensão e bloqueio de todos os ônibus identificados pela Polícia Federal, que trouxeram os vândalos para o Distrito Federal. Segundo a decisão, os proprietários deverão ser identificados e ouvidos em 48 horas, apresentando a relação e identificação de todos os passageiros.

Diante da destruição provocada em Brasília e da viralização das imagens em perfis bolsonaristas, Alexandre de Moraes também deu duas horas para que Facebook, TikTok e Twitter bloqueassem ao menos 18 perfis ligados às invasões. O não cumprimento da decisão implica em multa diária de R$ 100 mil.

A mesma decisão de Moraes determinou o afastamento por 90 dias do governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha sob a justificativa de descaso de omissão. A vice, Celina Leão, assume o Executivo local nesse período.

(Redação, com RIC Mais e Agência Brasil)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo