Instituto Nossa Senhora Aparecida
Lançoni
Umuarama 69 anos
Sicred
Foto: Reprodução
Redação Publisher do OBemdito

Amigos lamentam a morte do piloto umuaramense vítima de acidente aéreo

Reynan Moresca pilotava uma aeronave que caiu pouco após levantar voo na cidade de Sorriso, no Mato Grosso

Foto: Reprodução
Amigos lamentam a morte do piloto umuaramense vítima de acidente aéreo
Redação - OBemdito
Publicado em 8 de junho de 2024 às 10h24 - Modificado em 8 de junho de 2024 às 13h54
9 Espetaria
Gastro Umuarama
Cupom Local
Porto Camargo
Lançoni
Atlanta Pneus

A morte de Reynan Moresca, o piloto umuaramense que foi vítima de um acidente aéreo em Sorriso, no Mato Grosso, causou extrema comoção nas redes sociais para todos aqueles que eram próximos da vítima. O avião que ele pilotava caiu na zona rural do município, na manhã de sexta-feira (7), e resultou na morte dele e de outro ocupante, que não foi identificado até o momento.

Reynan, que era nascido em Umuarama porém residia em Cuiabá (MT) era apaixonado por aviação. Nas redes sociais, ele compartilhava fotos e vídeos de sua rotina como piloto.

Ele também era pai de dois filhos.

Amigos e familiares do umuaramense prestaram homenagens ao piloto. “Quando um sai da rota, todos sentem”, comentou outro piloto, amigo da vítima. “Que Deus conforte os familiares das vítimas”, completou.

Outro amigo próximo de Reynan também prestou uma homenagem ao umuaramense. “Descanse em paz meu irmão de asas. Partiu fazendo o que mais gostava. Voe alto agora com suas próprias asas”, finalizou.

O acidente

As informações são de que o avião caiu pouquíssimo tempo após decolar. A aeronave levantou voo de uma pista e, minutos após, caiu em uma região de mata ao lado do hangar.

Testemunhas que estavam próximas informaram aos bombeiros que, logo após decolar, o piloto tentou fazer uma manobra para retornar à pista, mas, acabou caindo. Com o impacto da queda, a aeronave pegou fogo.

Conforme o sargento Aprilio Justo, as vítimas – que morreram no local – iam para a cidade de São José do Rio Claro, a 325 km de Cuiabá. Até o momento, não há informações sobre o que teria causado a queda do avião. Equipes da Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) devem ir até o local para a retirada dos corpos.

A Anac confirmou que o avião comercial estava em situação regular. A aeronave, matrícula PP-DUN, é da fabricante Piper Aircraft, 2012, modelo PA-46-500TP, com capacidade para seis pessoas, sendo cinco passageiros e o piloto. O avião tem licença para serviços aéreos privados, sem permissão para táxi aéreo.

(Redação, com informações RIC MaisPrimeira Página)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Pós Unialfa
Porto Camargo
Uvel