Instituto Nossa Senhora Aparecida
Lançoni
Sicred
Umuarama 69 anos
Redação Publisher do OBemdito

Alunos de Nova Olímpia visitam a nova célula do aterro sanitário de Umuarama

Os estudantes tiveram uma aula prática sobre meio ambiente e sustentabilidade

Foto: Assessoria PMU
Foto: Assessoria PMU
Alunos de Nova Olímpia visitam a nova célula do aterro sanitário de Umuarama
Redação - OBemdito
Publicado em 22 de maio de 2024 às 20h08 - Modificado em 22 de maio de 2024 às 20h10
Cupom Local
Porto Camargo
Atlanta Pneus
Lançoni
9 Espetaria
Gastro Umuarama

Cerca de 40 alunos do Colégio Estadual Duque de Caxias, de Nova Olímpia, foram os primeiros estudantes a visitar a nova célula de recebimento de resíduos no aterro sanitário de Umuarama. Eles participaram de aula prática sobre meio ambiente e sustentabilidade, dentro da disciplina de Geografia.

O treinamento é realizado pela chefe de Divisão de Controle Ambiental, Myrella Raynara de Souza Mendes, que apresentou com detalhes o funcionamento da estrutura. Entre outros temas, os alunos trabalharem conteúdos como urbanização e saneamento básico, destinação correta de resíduos e etapas de funcionamento de um aterro sanitário.

“A visita aconteceu nesta terça-feira (21) e os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer uma das mais importantes estações de recebimento de resíduos sólidos do Estado, que é uma referência para outros municípios. O local é mantido e administrado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente”, comenta Myrella.

Entre outros pontos, Myrella destaca que os alunos tiveram a oportunidade de compreender a relação da cidade com o lixo e foram orientados com foco na conscientização a respeito do descarte correto dos materiais. “Apresentamos dados que infelizmente são verdadeiros: recebemos mais de 80 toneladas de lixo todos os dias e, deste total, quase 25 toneladas são de materiais que poderiam ser reciclados e acabam indo para uma célula comum”, revela.

Os alunos conheceram as células de disposição de resíduos orgânicos e volumosos, usina de britagem e triagem de construção civil, triagem da coleta seletiva e corte e poda (só recebidos da população e não de empresas ou profissionais).

“Sempre agendamos com as escolas porque sabemos como é importante conhecer para preservar. A educação ambiental é fundamental para os alunos e a comunidade entenderem que a separação de materiais recicláveis do lixo orgânico ajuda a aumentar a via útil do aterro”, o secretário municipal de Meio Ambiente, Waltinho Sucupira.

O prefeito Celso Pozzobom acrescentou que no Aterro Sanitário são recebidos resíduos de poda e corte de árvore, que também são armazenados após a trituração em uma área específica, que depois será reaproveitada em forma de compostagem para distribuição gratuita para pequenos produtores rurais e horticultores.

“Também temos a questão do entulho de materiais provenientes da construção civil que são encaminhados ao aterro, onde funciona uma usina de processamento (britagem) que transforma os resíduos em cascalho e brita, para utilização em estradas rurais do município”, informou.

Instituições de ensino interessadas em promover aulas práticas e visitas técnicas ao Aterro Sanitário podem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, pelo telefone (44) 3621-4141, ramal 162. “Os pedidos podem ser formalizados também pelo e-mail eng.meioambiente@umuarama.pr.gov.br que iremos agendar e preparar a atividade”, finaliza Myrella.

(Assessoria PMU)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo
Uvel