Umuarama 69 anos
Lançoni
Sicred
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Leonardo Revesso Publisher do OBemdito

1.300 profissionais de eventos devem ser beneficiados com auxílio municipal em Maringá

Auxílio emergencial será pago em duas parcelas de R$ 500, totalizando R$ 1.000

Técnicos de som estão entre os beneficiados pelo auxílio municipal de Maringá/FOTO: DIVULGAÇÃO
Técnicos de som estão entre os beneficiados pelo auxílio municipal de Maringá/FOTO: DIVULGAÇÃO
1.300 profissionais de eventos devem ser beneficiados com auxílio municipal em Maringá
Leonardo Revesso - OBemdito
Publicado em 15 de abril de 2021 às 08h55 - Modificado em 15 de abril de 2021 às 15h57
Atlanta Pneus
Cupom Local
Porto Camargo
Gastro Umuarama
Lançoni
9 Espetaria

A Prefeitura de Maringá anunciou um auxílio de R$ 1.000, divididos em duas parcelas de R$ 500, para os profissionais do setor de eventos do município. De acordo a Prefeitura, mais de 1.300 pessoas solicitaram a ajuda emergencial, que deve atingir R$ 1 milhão.

O setor de eventos é um dos mais atingidos pela pandemia. Desde março do ano passado, quando foram registrados os primeiros casos de coronavírus no Brasil, os profissionais viram os contratos rarear e até desaparecer completamente. 

De acordo com a Secretaria de Trabalho e Renda do governo Ulisses Maia, o prazo para solicitar o auxílio termina no dia 21 deste mês de abril. Estarão aptos a receber as duas parcelas do dinheiro, técnicos de eventos nas áreas de iluminação, cenografia, som, figurino, produção e montagem, bem como músicos, garçons, fotógrafos, cinegrafistas, decoradores, recepcionistas, assessores/promotores de eventos e confeiteiros. 

O projeto é da prefeitura e foi aprovado pelos vereadores de Maringá em março. Em Umuarama, existe uma pressão dos profissionais de eventos para que o prefeito Celso Pozzobom copie o exemplo da cidade vizinha e socorra os profissionais de eventos que, também aqui, enfrentam sérias dificuldades.

Pozzobom também enfrenta pressão para interferir nos alvarás das empresas especializadas, que mesmo sem trabalho, seguem obrigadas a pagar os impostos municipais nos mesmos índices dos tempos de proliferação de festas e atrações.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Uvel
Porto Camargo