Cotidiano

Mulher é assediada enquanto praticava corrida de rua, em Maringá

Foto: Reprodução
Mulher é assediada enquanto praticava corrida de rua, em Maringá
Marta Paula
OBemdito
13 de outubro de 2021 16h39

Uma mulher foi assediada enquanto praticava corrida de rua em Maringá. O caso aconteceu na semana passada e veio a público nesta semana.  A vítima praticava corrida de rua no Jardim Alvorada quando um motociclista se aproximou e passou a mão no corpo dela. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento do crime de importunação sexual. 

 O grupo de corrida que ela integra pratica o exercício três vezes por semana na região, no período de início da noite. No momento da importunação sexual, ela estava sozinha. 

A mulher registrou um boletim de ocorrência e fez um exame médico, porque também foi atingida pela moto e sofreu uma lesão no braço. 

“No dia seguinte fui na Delegacia da Mulher, fiz o boletim de ocorrência. Me orientaram a fazer uma consulta médica porque a moto havia batido no meu braço direito. Quando ele se aproximou o guidão bateu. Na hora eu nem percebi, porque foi um horror tão grande que eu só senti que meu braço estava doendo no dia seguinte, estava com hematoma. E antes de ir na delegacia eu voltei ao local do crime, procurei as câmeras de segurança das casas ao redor e por sorte uma das casas tinha uma câmera com boa visualização noturna, porque a iluminação pública também é uma questão, não estava muito iluminado o local”, relata.

O agressor não foi localizado pela polícia. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil (PC).

A importunação sexual é considerada crime desde 2018. A reportagem não conseguiu contato com a Polícia Civil. 

Em setembro um caso semelhante ocorreu na cidade de Palmas. Relembre aqui.

(Informações TNonline)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

LEIA TAMBÉM