Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Rodrigo Mello Publisher do OBemdito

Indígenas que invadiram fazenda em Terra Roxa negociam saída com a Itaipu

Eles pedem que a empresa assine um documento se comprometendo em adquirir um local para que eles sejam assentados

Foto: Reprodução/OBemdito
Foto: Reprodução/OBemdito
Indígenas que invadiram fazenda em Terra Roxa negociam saída com a Itaipu
Rodrigo Mello - OBemdito
Publicado em 9 de julho de 2024 às 17h09 - Modificado em 10 de julho de 2024 às 14h09
Gastro Umuarama
9 Espetaria
Cupom Local
Atlanta Pneus
Porto Camargo

O grupo de 50 pessoas indígenas que invadiu a Fazenda Brilhante no município de Terra Roxa, no Oeste do Paraná, no último domingo (7), está reunido na tarde desta terça-feira (9) com representantes da Itaipu Binacional e da Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas) para discutir uma possível desocupação da área.

Os invasores pedem que a Itaipu assine um documento se comprometendo a adquirir um local para que eles possam ser assentados. A área invadida tem 265 alqueires e está arrendada para o plantio de milho e soja.

Segundo o advogado que representa o dono da fazenda, os proprietários devem aguardar as próximas 48 horas para tomar uma decisão, mas, se não houver acordo, deverão entrar na Justiça com um pedido de reintegração de posse das terras. “Já estou confeccionando essa petição. Se não chegarmos a um acordo, vamos entrar com o pedido”, afirma.

Além de representantes da Itaipu e da Funai, policiais da Força Nacional de Segurança e da Polícia Militar também estão no local. Nesta segunda-feira (8), OBemdito fez contato com a Funai para saber mais detalhes sobre a situação, mas até o momento da publicação desta reportagem, não havia tido retorno.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo