Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Agência Brasil Publisher do OBemdito

Local onde encontraram embalagem de material radioativo furtado não foi contaminado

Área já foi liberada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear

Foto: CATVE/Reprodução
Foto: CATVE/Reprodução
Local onde encontraram embalagem de material radioativo furtado não foi contaminado
Agência Brasil - OBemdito
Publicado em 7 de julho de 2024 às 14h33 - Modificado em 7 de julho de 2024 às 14h33
9 Espetaria
Cupom Local
Porto Camargo
Atlanta Pneus
Gastro Umuarama

O terreno onde foi localizada nesta sexta-feira (5) a embalagem de parte do material radioativo furtado em São Paulo não foi contaminado. O local, um desmanche abandonado de carros, fica na Cidade Tiradentes, bairro da zona leste da capital paulista. 

Por não apresentar risco à população, a área já foi liberada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), que examinou o local na sexta-feira e na manhã de sábado (6). O Corpo de Bombeiros, que auxiliou no exame do local, chegou a utilizar roupas especiais de proteção (Tyvek). 

No terreno foi encontrado apenas o balde aberto e a tampa. O conteúdo, a blindagem de um gerador de 99Mo/99mTc (molibdênio/tecnécio) exaurido, não foi localizado. Ainda estão desaparecidos outros três baldes com blindagens de geradores 99Mo/99mTc exauridos, e um quinto balde onde há um gerador 68Ge/68Ga (germânio/gálio) ativo. O balde e a tampa encontrados foram levados para o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen). 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), as investigações permanecem na 49º DP, que realiza diligências visando à identificação da autoria do furto e recuperação total da carga.

O material radioativo estava em uma picape Volkswagen Saveiro furtada na madrugada do dia 30 de junho. “Segundo o Código de Conduta em Segurança de Fontes Radioativas da Agência Internacional de Energia Atômica (Iaea), a fonte [os geradores], por sua baixa atividade, se enquadra na categoria 4, representando risco radiológico muito baixo para a população e o meio ambiente”, esclareceu em nota a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

De acordo com a comissão, apesar da baixa atividade da fonte, a manipulação inadequada e de forma constante pode causar danos à saúde da pessoa que manusear os objetos.

Segundo a CNEN, o veículo furtado estava sendo utilizado pela empresa de transporte Medical Ald, que tem Plano de Proteção Radiológica para Transporte aprovado pela Comissão. A empresa de transporte estava à serviço da R2pharma Radiofarmácia Centralizada Ltda.

“Segundo relatos, o veículo transportava a fonte geradora de radiofármacos rumo às cidades de Curitiba e Blumenau (SC) para uso médico. A fonte de Germânio/Gálio (68Ge/68Ga) foi fabricada pela empresa Eckert & Ziegler”, disse a CNEN.

“Consta que, por imprudência do motorista, que decidiu levar o automóvel para local diverso do pátio seguro onde o veículo deveria ficar abrigado durante à noite, o veículo foi furtado”, acrescentou a comissão.

No momento em que foram furtados, o veículo e o material radioativo estavam sinalizados com o símbolo internacional de radiação ionizante. “Alertamos a população para, caso encontre o material radioativo, mantenha distância segura e contacte imediatamente a CNEN pelos telefones (21) 98368-0734 ou (21) 98368-0763 e também a polícia”, informa a CNEN.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo