Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Ambulatório de Infectologia concentra ações nas hepatites virais durante o Julho Amarelo

No primeiro semestre de 2024, quatro pessoas foram diagnosticadas com hepatite B; em 2023 inteiro foram dois casos

Foto: Assessoria PMU
Foto: Assessoria PMU
Ambulatório de Infectologia concentra ações nas hepatites virais durante o Julho Amarelo
Redação - OBemdito
Publicado em 6 de julho de 2024 às 16h56 - Modificado em 6 de julho de 2024 às 16h56
Atlanta Pneus
9 Espetaria
Cupom Local
Porto Camargo
Gastro Umuarama

As hepatites virais são um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo e em Umuarama essas infecções são acompanhadas pela equipe multidisciplinar do Ambulatório de Infectologia da Secretaria Municipal de Umuarama.

Doenças relacionadas à cirrose hepática, câncer de fígado e Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), as hepatites virais são tema de abordagem preventiva e ações de promoção à saúde neste mês, denominado de Julho Amarelo.

De acordo com levantamento realizado no Ambulatório de Infectologia, no primeiro semestre de 2024, 46 pessoas foram diagnosticadas com alguma espécie de IST (veja quadro nesta página – e, no caso específico da hepatite B, quatro casos foram confirmados.

“Em seis meses deste ano nós já atingimos o dobro de casos registrados durante todo o ano passado. E isso é um número preocupante, porque, claro, nosso desejo é de que este número fosse zerado, já que se trata de uma infecção que pode ser evitada com prevenção”, observa o secretário municipal de Saúde, Edson dos Santos Souza.

Ele explica que as hepatites virais mais comuns no Brasil são causadas pelos vírus A, B e C. “Existem ainda, com menor frequência, o vírus da hepatite D, que é mais comum na região Norte do país, e o da hepatite E, encontrado com maior facilidade na África e na Ásia. São infecções que atingem o fígado, causando alterações leves, moderadas ou graves”, detalha.

A coordenadora do Ambulatório de Infectologia, Maria de Lourdes Gianini, conta que a campanha “Julho Amarelo: mês de luta contra as hepatites virais” foi instituída no Brasil em 2019 com a finalidade reforçar as ações de vigilância, prevenção e controle da doença.

“A doença pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Para nós [do Ambulatório] não importa o meio ou forma de infecção: temos uma equipe profissional altamente capacitada e especializada para oferecer, via SUS, todo apoio necessário aos pacientes”, registra.

Ela relata que a falta de conhecimento da existência da doença é o grande desafio, por isso a recomendação é para que todas as pessoas com mais de 45 anos de idade façam o teste. “As hepatites virais são infecções que possuem algumas diferenças entre elas, tanto relacionada à sintomatologia quanto à forma de contaminação. No dia 28 de julho celebra-se o Dia Mundial da Luta Contra as Hepatites Virais, uma data criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). E preparamos uma série de ações para divulgar informações sobre o tema”, informa.

PROGRAMAÇÃO

Até o momento, três eventos relacionados ao Julho Amarelo estão programados pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Ambulatório de Infectologia: no dia 3 (quarta-feira), às 15h, a psicóloga Lucinéia Ceolin e a estagiária Lorena Ruiz vão até a Apromo para realizar uma palestra a pessoas em situação de rua sobre as hepatites virais; no dia 19 (uma sexta-feira), o médico infectologista Dr. Ricardo Delfini Perci, faz palestra sobre o tema no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos com o Idoso às 14; e no dia 25 (uma quinta-feira) ele realiza uma capacitação especial para os dentistas da Atenção Primária em Saúde, às 8h e às 15h no auditório da SMS.

CONTROLE DE CASOS – INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

20172018201920202021202220232024
HIV/AIDS4231392846323116
TUBERCULOSE6740214332234414
SÍFILIS ADQUIRIDA9070905248849006
HANSENÍASE1008171704071005
HEPATITE B1508130920090204
LEISHMANIOSE0207051003020201
TOTAL DE CASOS DE ISTs22616418515918515717946

Fonte: Ambulatório de Infectologia de Umuarama

(Reportagem: Assessoria PMU)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo