Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Suspeito de desaparecimento de Ísis pode ser solto nos próximos dias se provas não aparecerem

Bombeiros realizaram novas buscas nas margens do rio Tibagi

Foto; reprodução/RICtv
Foto; reprodução/RICtv
Suspeito de desaparecimento de Ísis pode ser solto nos próximos dias se provas não aparecerem
Redação - OBemdito
Publicado em 28 de junho de 2024 às 11h19 - Modificado em 28 de junho de 2024 às 11h19
Porto Camargo
Cupom Local
Gastro Umuarama
Atlanta Pneus
9 Espetaria

O principal suspeito do desaparecimento de Ísis Victória Mizerski, de 17 anos, Marcos Vagner de Souza poderá ser solto da prisão em duas semanas caso não surjam provas incriminatórias. Ísis está desaparecida há 21 dias.

Bombeiros realizaram novas buscas nas margens do rio Tibagi, dentro do município. As operações foram conduzidas pela delegacia de Tibagi, central na investigação. A polícia utilizou celulares apreendidos com Marcos, equipados com aplicativos de geolocalização como Google Maps e Waze, para rastrear pistas.

A conexão dos aparelhos com torres de telefonia definiu áreas de busca. As estruturas, conhecidas como Estações Rádio-Base (ERBs), cobrem até 16 quilômetros. Buscas em Telêmaco Borba, com drones e cães farejadores, não deram resultados. Ísis foi localizada pela última vez em Mandaçaia, Telêmaco Borba, e depois nas margens do rio Tibagi.

Três celulares foram apreendidos na casa de Marcos, um deles registrado com CPF diferente do dele ou da esposa. Marcos é suspeito de abusar da função de vigilante, organizando falsas blitzes e se passando por policial. Ele está temporariamente preso, com investigações em curso.

Isis Jovem Desaparecida Tigabi

OBemdito com RICtv

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo