Umuarama 69 anos
Lançoni
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Fotos: Danilo Martins/OBemdito
Stephanie Gertler Publisher do OBemdito

Umuaramense denuncia morte de patos e negligência no Lago Tucuruvi

A suspeita de envenenamento ou alimentação inadequada é investigada. Algumas pessoas oferecem comida imprópria para os animais

Umuaramense denuncia morte de patos e negligência no Lago Tucuruvi
Stephanie Gertler - OBemdito
Publicado em 7 de maio de 2024 às 18h10 - Modificado em 7 de maio de 2024 às 18h32
Cupom Local
9 Espetaria
Lançoni
Gastro Umuarama
Atlanta Pneus
Porto Camargo

O Lago Tucuruvi atraiu atenção nesta terça-feira (7), lamentavelmente não por suas belezas naturais. Um leitor contatou OBemdito para reportar que os patos do lago estão morrendo. De acordo com ele, várias pessoas soltam seus cães e estes acabam perseguindo as aves. Uma equipe foi até o local e encontrou oito aves mortas e uma bastante debilitada.

“Há poucos dias encontramos um deles morto e pensamos que um cão o tinha matado. Mas entre domingo (5) e segunda-feira (6), mais oito apareceram mortos. Já vi pessoas soltando cachorros lá e eles correm atrás das aves. Não sei se foram envenenados, se é por causa da água, alguma comida que alguém deu ou se foi outro animal que matou”, relatou o leitor.

O médico veterinário e diretor de Saúde, Proteção e Bem-Estar Animal, José Guilherme de Oliveira Junior explicou que “hoje, recolhi a ave viva e ela está recebendo tratamento na Saau. Os que estão mortos serão congelados para que exames laboratoriais sejam realizados. No entanto, suspeitamos de envenenamento ou alimentação inadequada. Há pessoas que oferecem alimentos impróprios para os animais”.

José também alertou que a população muitas vezes alimenta os patos e gansos com restos de comida humana, como arroz, feijão e maionese, o que faz muito mal às aves.

“Nosso tempero é veneno para eles. Se for oferecer arroz, deve ser sem nenhum tempero e também sem sal, pois os temperos podem corroer toda a mucosa do estômago deles. Estamos planejando colocar placas com orientações para a população a fim de evitar esses problemas, mas se for envenenamento, teremos que investigar e acionar a guarda municipal para vigiar o local”, acrescentou.

O veterinário também recomendou que a população alimente os animais apenas com legumes, cereais, sementes para patos, frutas e verduras, tais como aveia, milho, semente de girassol, cenoura, repolho, pepino, banana e maçã.

É importante destacar que qualquer alimento servido às aves deve ser fresco e limpo, para evitar qualquer tipo de intoxicação alimentar. Além disso, é fundamental não temperar os alimentos com óleo, sal, cebola ou alho, pois são extremamente tóxicos para elas.

Segundo a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, os animais mortos foram recolhidos na manhã desta terça-feira (7) e encaminhados para análise, a fim de determinar as possíveis causas das mortes. No entanto, até o fechamento desta matéria nenhum parecer foi emitido e foi informado que o resultado dos exames pode demorar alguns dias.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo
Uvel
Pós Unialfa