Sicred
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Lançoni
Umuarama 69 anos
Foto: Arquivo OBemdito
Redação Publisher do OBemdito

Funcionários de ótica seguram idosa que estava furtando dois óculos de sol em Umuarama

Uma mulher de 64 anos foi presa pela Polícia Militar (PM) de Umuarama acusada de furto simples. De acordo com […]

Foto: Arquivo OBemdito
Funcionários de ótica seguram idosa que estava furtando dois óculos de sol em Umuarama
Redação - OBemdito
Publicado em 1 de maio de 2024 às 15h08 - Modificado em 1 de maio de 2024 às 15h08
9 Espetaria
Atlanta Pneus
Lançoni
Porto Camargo
Cupom Local
Gastro Umuarama

Uma mulher de 64 anos foi presa pela Polícia Militar (PM) de Umuarama acusada de furto simples. De acordo com a PM, ela subtraiu dois óculos de sol de uma empresa na Zona VI e ainda foi flagrada com outro óculos que não soube explicar ao certo a procedência.

A situação aconteceu por volta das 15h de terça-feira (30/4). A equipe policial foi acionada via central de atendimento para responder a uma ocorrência na qual uma mulher estava sendo detida por funcionários de uma ótica sob a acusação de furto.

Chegando ao local, os policiais foram recebidos pela proprietária da loja que relatou os eventos que levaram à detenção da suspeita. Segundo a empresária, uma funcionária estava atendendo a cliente que se demonstrou interessada em adquirir óculos da marca Ray-Ban.

Durante a negociação, a funcionária percebeu a falta de dois óculos demonstrados e solicitou a revisão das imagens das câmeras de segurança. Após análise das imagens foi possível observar o momento em que a cliente se aproveitou de um descuido da funcionária para pegar dois óculos masculinos polarizados da marca Ray-Ban, no valor de R$ 1.130, colocando-os em sua bolsa.

Ao confrontar a suspeita, a proprietária da loja encontrou os óculos furtados dentro da sua bolsa. Durante a vistoria policial foi também encontrado outro par de óculos de sol masculino da mesma marca, com aparência de novo, na bolsa da suspeita. Ela não conseguiu fornecer informações precisas sobre a procedência deste par, alternando entre alegações de tê-los ganho e de tê-los adquirido em outro estabelecimento da cidade.

A PM tentou contato com a loja mencionada para verificar a procedência dos objetos, porém, não houve resposta em tempo hábil para conclusão do boletim. Diante dos fatos, a autora foi detida e conduzida à 7ª Subdivisão Policial para apreciação da autoridade competente.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo
Uvel
Pós Unialfa