Umuarama

Leia Mulheres Umuarama discute ‘O ano que morri em NY’, de Milly Lacombe

Encontro online acontece no próximo feriado de aniversário de Umuarama

Foto: Reprodução Redes Sociais
Leia Mulheres Umuarama discute ‘O ano que morri em NY’, de Milly Lacombe
Redação
OBemdito
9 de junho de 2021 14h47

No próximo dia 26, o Leia Mulheres Umuarama discute o romance ‘O ano que morri em Nova York’, da jornalista Milly Lacombe. O encontro será online por conta da pandemia e para participar basta clicar aqui.

De acordo com a coordenadora do Leia Mulheres em Umuarama, Jaqueline Menezes, a escolha do livro foi feita no ano passado. “decidimos que as categorias das obras de 2021 deveriam exprimir representatividade, sendo que a temática do mês de junho era um livro escrito por uma mulher que estivesse inserida dentro desse contexto para homenagear o mês do orgulho LGBTQIA+”, explicou.

A protagonista do romance vai do paraíso ao inferno em poucas páginas. Casada com a mulher que ama, ela suspeita de que tenha sido traída durante uma de suas viagens de negócios. A angústia de não saber o que se passa, o medo de perguntar, desconfiança e a dúvida, que nunca tiveram espaço na relação – considerada perfeita pelos amigos –, agora rondam o casal.

‘O ano em que morri em Nova York’ não é só a história de um casamento desfeito por conta de uma suposta traição. Estas páginas trazem a trajetória de uma mulher desde a sua redescoberta até o doloroso rompimento.

Uma mulher que assume sua orientação sexual tardiamente, e que luta para fazer a família entender, os amigos apoiarem e os colegas de trabalho aceitarem. Jornalista que se tornou ativista das causas LGBTT, Milly Lacombe criou neste seu primeiro romance, com viés autobiográfico, uma história densa, mas aliviada pelo humor. Um livro que é também uma viagem de autoconhecimento, e, acima de tudo, uma história de amor a si próprio.

O encontro será às 19h.

LEIA TAMBÉM