Lançoni
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Umuarama 69 anos
Leonardo Revesso Publisher do OBemdito

Família de Hailton Lira, que faleceu de Covid, divide dor da perda com revolta

Eletricista estava intubado há 4 dias no PA de Umuarama e aguardava transferência para a UTI de um hospital

O eletricista Hailton Lira, que faleceu nesta quinta-feira, em decorrência da Covid
O eletricista Hailton Lira, que faleceu nesta quinta-feira, em decorrência da Covid
Família de Hailton Lira, que faleceu de Covid, divide dor da perda com revolta
Leonardo Revesso - OBemdito
Publicado em 13 de maio de 2021 às 12h24 - Modificado em 13 de maio de 2021 às 18h46
9 Espetaria
Porto Camargo
Cupom Local
Gastro Umuarama
Lançoni
Atlanta Pneus

O corpo do eletricista e empreendor Hailton Lira, 42 anos, foi sepultado na manhã desta quinta-feira (13) no Cemitério de Umuarama. Lira faleceu na tarde ontem no Pronto Atendimento, em decorrência da Covid-19. A família divide a dor com o sentimento de revolta. 

Jaqueline Lira, esposa de Hailton, disse que implorou várias vezes aos médicos para que o marido fosse transferido para um hospital, com melhores condições de atendimento, e isso não aconteceu. 

“O Hailton já deu entrada no PA em situação gravíssima. Tanto que já chegou e foi intubado. Essa demora pode ter custado a vida dele”, afirmou Jaqueline.

Segundo ela, em um primeiro momento o médico relatou que não poderia pedir a transferência porque ainda não tinha o exame de Covid do eletrecista. 

Paciente não tinha exame

Caso fosse encaminhado para uma UTI Covid sem estar contaminado pelo coronavírus, seria exposto à doença. Da mesma forma, uma vez transferido para uma UTI geral estando infectado, colocaria outros pacientes em risco.

O resultado do exame oficial saiu na segunda-feira (11) e deu positivo para a Covid. 

Jaqueline relata que no PA chegou a ouvir que a situação estava caótica no local por conta da operação Metástase, deflagrada pelo Ministério Público Paraná e que apura desvios milionários no Fundo Municipal de Saúde de Umuarama.  

A esposa entrou em contato com OBemdito no último domingo, relatando a situação. A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura e fez questionamentos a cerca da situação.

Na segunda-feira, a assessoria confirmou a positivação do paciente e assegurou que ele estava sendo assistido em ótimas condições e que havia sido incluído no sistema de espera por uma vaga de UTI, tarefa que cabe à Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

PA tem estrutura mas não é UTI

“Na verdade, não temos uma estrutura de UTI. Temos uma excelente estrutura, com respiradores, profissionais e demais necessidades para acolher pacientes que estão na fila de espera. Fazemos intubações quando necessário, damos todo o suporte. Mas a transferência depende da central de leitos (do Estado)”, respondeu a assessoria de imprensa da Prefeitura.

Hailton Lira ficou quatro dias no Pronto Atendimento de Umuarama. Neste período, em todos os boletins oficiais divulgados pelo governo do Estado constava a existência de vagas de UTI em hospitais da macrorregião noroeste, sendo 14 vagas no domingo, 16 na segunda, 12 na terça e 15 na quarta.

Chefe da Regional diz que 112 pacientes esperam vagas

Procurada por OBemdito, a chefe da 12a Regional de Saúde, Viviane Herrera, disse que a central de leitos é muito dinâmica e os números mudam muito rapidamente. Segundo ela, neste momento a macrorregião noroeste está com 112 pacientes esperando por leito de UTI. 

Viviane confirmou que Hailton Lira estava na lista de espera. Sobre a divergência dos números que têm em mãos e os apresentados no site do governo, a chefe da Regional informou que os dados mudam a todo mundo e que o boletim não é em tempo real. 

Outros dois profissionais de saúde ouvidos por OBemdito concordaram com a situação exposta por Herrera. “Fugiu totalmente do controle. Não há estrutura para tantos doentes. Estamos em uma situação de impotência porque a comunidade não contribui, não se cuida. Infelizmente, teremos muito mais mortes nos próximos dias”, disse um deles.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Uvel
Porto Camargo