Sicred
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Jaqueline Mocelin Publisher do OBemdito

Menino de Umuarama é selecionado para divulgação internacional sobre Síndrome de Down

João Alves da Silva está se tornando um marco na luta pelos direitos das pessoas com Síndrome de Down

João Alves da Silva foi um dos escolhidos para o vídeo que será exibido em setembro em Nova York - Foto: Josi Batista
João Alves da Silva foi um dos escolhidos para o vídeo que será exibido em setembro em Nova York - Foto: Josi Batista
Menino de Umuarama é selecionado para divulgação internacional sobre Síndrome de Down
Jaqueline Mocelin - OBemdito
Publicado em 9 de julho de 2024 às 20h40 - Modificado em 10 de julho de 2024 às 07h56
9 Espetaria
Atlanta Pneus
Cupom Local
Gastro Umuarama
Porto Camargo

O pequeno João Alves da Silva, morador em Umuarama de apenas 3 anos, foi um dos escolhidos para um vídeo que será exibido em setembro em Nova York. Filho de Josi Batista e Roni Daniel, o menino tem Síndrome de Down e será uma das estrelas de uma campanha mundial de conscientização sobre a condição genética.

Josi conversou com OBemdito e disse que fez a inscrição do filho há cerca de 3 meses. Foram aproximadamente 3 mil inscritos para estrelar a campanha da National Down Syndrome Society, organização americana que oferece apoio à aqueles que têm Síndrome de Down, além de seus familiares, amigos e outras pessoas de seu convívio, além de educar o público em geral sobre o assunto. A entidade realiza a Buddy Walk desde 1995. A caminhada se tornou uma forma de celebrar a conscientização sobre a Síndrome de Down.

Há alguns dias Josi foi informada que a fotografia do filho será exibida no dia 7 de setembro em duas telas na Times Square, junto com cerca de 500 outras pessoas selecionadas. “Sua foto captura a essência desta missão, refletindo a beleza, a força e as qualidades únicas que os indivíduos com síndrome de Down possuem”, informa o comunicado enviado à mãe umuaramense.

Imagem Do Whatsapp De 2024 07 09 As 20.32.59 52584e75

EMOÇÃO

Josi disse que a escolha da fotografia de João para o evento mundial é um marco na história da luta pelos direitos das pessoas com Síndrome de Down. Ela pretende estar em Nova York no dia 7 de setembro para participar do evento e, para isso, conta com ajuda da comunidade.

Mãe de mais 4 filhos, Josi explica que João frequenta a Apae desde os 52 dias de vida. Porém, vendo a necessidade de um atendimento mais especializado, decidiu criar o Instituto Joãozinho, que está em fase de implantação e atenderá pessoas com Síndrome de Down e outras deficiências.

“Queremos marcar presença em Nova York, levando o nome de Umuarama para esse evento tão importante. Além de ter o Joãozinho sendo exibido no coração da cidade, na tela mais famosa do mundo, ainda pretendo divulgar o instituto que está nascendo”, disse.

Conforme Josi, o Instituto Joãozinho foi pensado com o intuito de atender famílias que possuem pessoas com Síndrome de Down, abrangendo outras deficiências em geral, levando apoio aos pais. “Iremos trabalhar através de parcerias com a maternidade e a assistência social, onde a mãe recebe o diagnóstico e já pode ser encaminhada ao instituto para receber apoio de outras mães que já passaram por esse tipo de situação”, explica.

A entidade está em processo de formalização, já possui CNPJ e em breve os apoiadores começarão a trabalhar no sentido de arrecadar verbas para abrir um espaço físico. A intenção é futuramente oferecer tratamentos como fonoterapia, fisioterapia e outras terapias que as pessoas com deficiência, sejam crianças ou adultos, têm necessidade. O grupo também irá lutar pela ampliação de contratações de pessoas deficientes no mercado de trabalho, produzir artesanatos, entre outras atividades.

Outro objetivo é angariar recursos para o evento “Vamos Down’ma Volta no Shopping” que neste ano teve sua terceira edição no Shopping Palladium Umuarama. Josi conta que em setembro será realizado o primeiro encontro no Shopping Catuaí, em Maringá.

Imagem Do Whatsapp De 2024 07 09 As 20.34.25 59b31508

NECESSIDADE E AÇÃO

A mãe de João conta que após o nascimento do filho sentiu necessidade de agir pela causa, tendo em vista que a Apae não atende apenas as pessoas com Síndrome de Down, mas aquelas que possuem outras doenças e síndromes.

“Em Umuarama tem a AMA que atende pessoas com espectro autista, tem a Assumu que atende os surdos, a Apadevi para aqueles que têm deficiência visual, a Adefiu para os que possuem deficiência física. Então, o Instituto Joãozinho nasce para concentrar e direcionar os atendimentos para Síndrome de Down”, afirmou.

As pessoas que quiserem conhecer mais e colaborar com o instituto podem conversar com Josi através de perfil no Instagram (clique aqui) ou pelo telefone (44) 98447-0259. O Instagram do Instituto Joãozinho pode ser acessado aqui.

Snapinsta.app 244350101 1079755636167272 5509005817681325420 N 1080
Imagem Do Whatsapp De 2024 07 09 As 20.35.20 481bba1f
Imagem Do Whatsapp De 2024 07 09 As 20.33.33 Dfe3e7d3
Snapinsta.app 386840779 284614904404882 853955109139681531 N 1080
Snapinsta.app 386351923 1512116752871482 1568887034141456865 N 1080

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo