Sicred
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Rodrigo Mello Publisher do OBemdito

Moradora de Tangará da Serra procura pai que nasceu em Umuarama

Segundo ela, o pai era negro e exercia a profissão de padeiro, entre outras atividades

Foto: Colaboração/Arquivo
Foto: Colaboração/Arquivo
Moradora de Tangará da Serra procura pai que nasceu em Umuarama
Rodrigo Mello - OBemdito
Publicado em 20 de junho de 2024 às 11h31 - Modificado em 20 de junho de 2024 às 11h31
Cupom Local
Porto Camargo
Atlanta Pneus
9 Espetaria
Gastro Umuarama

Uma moradora de Tangará da Serra, no Mato Grosso, está procurando o pai João Carlos Pedroso, que nasceu em Umuarama. Marlene Almeida, de 46 anos, é filha de João Carlos Pedroso, de 79 anos. Seus avós, Gabriel Nathan Pedroso e Ana Rosa Pedroso, moraram em Irati e Apucarana.

“Minha mãe era roceira. Eles se conheceram e se casaram aqui. Eles conviveram juntos por cinco anos. Ele bebia muito, por isso não deram certo. Um dia, minha mãe me pegou e meu irmão, o Marcos Paulo, e foi embora para Rondônia. Quando voltou, dois anos depois, ele já não estava mais aqui”, contou.

Segundo ela, o pai, que era negro, exercia a profissão de padeiro, entre outras atividades. “Minha mãe não gosta de falar dele, sempre falou muito pouco. Ela não queria que eu e meu irmão tivéssemos contato com ele, por isso, nós não temos o sobrenome dele”, disse.

Depois de voltar para Tangará da Serra, sua mãe, Perciliana de Almeida Pedroso, acabou se casando novamente e, pelo fato de o esposo ser muito ciumento, ela acabou se desfazendo de fotos antigas do casal. “Tenho apenas uma foto que sobrou daquelas de binóculo. Tentamos recuperar, mas não deu muito certo”, comenta.

Apesar da vontade de conhecer o pai desde pequena, somente agora Marlene decidiu buscar informações que possam levá-la até seu pai biológico. A bacharel em Direito, que coordena um polo de um Centro Educacional, tem quatro filhas: as gêmeas Ana Clara e Maria Eduarda, de 17 anos, e Luana e Vanessa, de 24 e 27 anos.

“Decidi procurar por ele para saber o outro lado da história. Imagino que para ele também não deve ter sido fácil. Não sabemos muito sobre ele nem sobre o que realmente aconteceu, por isso queremos encontrá-lo”, afirma.

Quem tiver informações que possam levar à localização de João Carlos Pedroso ou de parentes próximos dele pode entrar em contato com o telefone (65) 9622-2091 (WhatsApp) e falar com Marlene Almeida.

Whatsapp Image 2024 06 19 At 17.01.45 (3)
Foto: Marlene Almeida ladeada pelas filhas Ana Clara, Maria Eduarda, Luana e Vanessa, além da mãe Perciliana de Almeida Pedroso.
Whatsapp Image 2024 06 19 At 17.01.45
Foto: Marlene Almeida e o irmão Marcos Paulo.
Whatsapp Image 2024 06 19 At 17.01.45 (1)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Uvel
Porto Camargo