Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Conselho de Saneamento Básico destina R$ 800 mil para ampliação do aterro sanitário

A Prefeitura de Umuarama está negociando a compra de uma área de 11,6 alqueires lado do atual aterro

Fotos: Assessoria PMU
Fotos: Assessoria PMU
Conselho de Saneamento Básico destina R$ 800 mil para ampliação do aterro sanitário
Redação - OBemdito
Publicado em 18 de junho de 2024 às 19h34 - Modificado em 18 de junho de 2024 às 19h34
9 Espetaria
Cupom Local
Porto Camargo
Atlanta Pneus
Gastro Umuarama

O Conselho Municipal de Saneamento Básico autorizou a destinação de recursos do Fundo Municipal de Saneamento Básico e Ambiental para custear parte da aquisição de um terreno vizinho ao Aterro Sanitário Municipal, visando futura ampliação. Em reunião na segunda-feira (17), os conselheiros aprovaram a liberação de R$ 800 mil e a diferença será paga pelo município.

A Prefeitura de Umuarama está negociando a compra de uma área de 11,6 alqueires de uma propriedade rural às margens da rodovia PR-482 (Umuarama a Maria Helena), exatamente ao lado do local do aterro, avaliada em R$ 2,5 milhões. “As negociações acontecem desde outubro do ano passado, mas recentemente o município e o proprietário chegaram a um acordo, possibilitando fechar o negócio”, explicou a diretora de Meio Ambiente, Fernanda Periard Mantovani.

Por meio do decreto 193/2024, o prefeito Celso Pozzobom já declarou o imóvel de utilidade pública, considerando que o município se encontra em franco desenvolvimento e expansão urbana, o que leva à necessidade de se desenvolver projetos que visem ampliar a capacidade de manejo de resíduos sólidos gerados pela população.

O aterro sanitário recebe hoje cerca de 80 toneladas diárias de resíduos volumosos e orgânicos (lixo doméstico) e a cooperativa de catadores de recicláveis consegue produzir entre 15 e 20 toneladas por mês.

“Com um volume tão expressivo, a administração municipal precisa ficar atenta à expectativa de vida de cada célula que recebe os resíduos. Com a célula atual, entregue há poucas semanas, e o terreno para ampliação, o aterro terá espaço para mais 25 a 30 anos de uso”, estimou o secretário municipal do Meio Ambiente, Waltinho Sucupira.

Os próximos passos são a notificação do proprietário e a tramitação no cartório de imóveis. “E agora, com essa nova área, podemos planejar o futuro do aterro. Precisamos de uma célula para deposição do material proveniente da varrição, folhas e galhos secos que não servem para produção de cavacos (compostagem).

O prefeito Celso Pozzobom e o secretário Waltinho Sucupira agradeceram ao presidente do Conselho de Saneamento Básico, João Carlos Assagra, bem como a toda a diretoria, por reconhecer a importância dessa parceria e aprovar a utilização dos recursos do fundo municipal.

53797365048 51391092ba C
53797458059 6a35a34383 C

(Reportagem: Assessoria PMU)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo