Instituto Nossa Senhora Aparecida
Umuarama 69 anos
Sicred
Lançoni
Redação Publisher do OBemdito

Sesa confirma morte de moradores de Umuarama e Ivaté por decorrência da dengue

A 12ª Regional de Saúde de Umuarama soma 19.408 casos até o momento

Foto: Freepik
Foto: Freepik
Sesa confirma morte de moradores de Umuarama e Ivaté por decorrência da dengue
Redação - OBemdito
Publicado em 4 de junho de 2024 às 16h37 - Modificado em 4 de junho de 2024 às 18h15
Atlanta Pneus
Lançoni
Porto Camargo
Cupom Local
Gastro Umuarama
9 Espetaria

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta terça-feira (04) o novo boletim epidemiológico semanal da dengue. O Paraná registrou mais 42.180 notificações, 32.085 novos casos da doença e 21 óbitos. Ao todo, desde o início deste período epidemiológico, em julho de 2023, o Estado contabiliza 813.622 notificações, 463.097 casos e 379 mortes em decorrência da dengue.

Na 12ª Regional de Saúde de Umuarama, foi confirmado o óbito de uma moradora da Capital da Amizade, de 85 anos, com comorbidades, que faleceu no dia 20 de março. Além dela, em Ivaté, um idoso, de 83 anos, que faleceu no dia 31 de janeiro.

A 12ª RS também soma um total de 19.408 casos de dengue, sendo 329 de pacientes com dengue com sinais de alerta e 9 de dengue grave. A regional soma 16 óbitos.

Os 21 novos óbitos ocorreram entre 31 de janeiro e 25 de maio. São 11 homens e 10 mulheres com idades entre sete e 93 anos. As pessoas residiam em Guaratuba, Morretes, Ponta Grossa, Pato Branco, Ampére, Manfrinópolis, Salgado Filho, Santo Antônio do Sudoeste, Foz do Iguaçu (2), Cascavel (2), Ivaté, Umuarama, Paranavaí, Faxinal (5) e Telêmaco Borba. Desse total, 11 apresentavam comorbidades.

De acordo com o boletim, a Regional de Saúde de Francisco Beltrão possui mais confirmações em números absolutos, com 58.003 casos, seguida pela RS de Cascavel, com 56.007, e a RS de Londrina, com 52.214 casos. Com relação aos óbitos, a RS de Londrina apresentou o maior número (69), seguida pela Regional de Cascavel (60) e de Francisco Beltrão (50).

ZIKA E CHIKUNGUNYA – Informações sobre chikungunya e zika, doenças transmitidas também pelo mosquito Aedes aegypti, constam no documento. Neste período não houve novos casos de chikungunya, que somam 141 confirmações e 1.695 notificações da doença no Estado. Desde o início deste período não houve confirmação de casos de zika vírus, com 130 notificações registradas.

Confira o informe semanal AQUI. Mais informações sobre a dengue estão neste LINK.

(Redação e AEN)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo
Uvel