Sicred
Umuarama 69 anos
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Lançoni
Foto: 25º BPM
Redação Publisher do OBemdito

Mulher que já ateou fogo em moto durante abordagem é presa junto com o marido, em Altônia

Ela era procurada por lesão corporal, corrupção de menores e incêndio; já o marido estava com drogas no momento da abordagem

Foto: 25º BPM
Mulher que já ateou fogo em moto durante abordagem é presa junto com o marido, em Altônia
Redação - OBemdito
Publicado em 23 de maio de 2024 às 16h26 - Modificado em 23 de maio de 2024 às 16h30
Gastro Umuarama
9 Espetaria
Atlanta Pneus
Cupom Local
Porto Camargo
Lançoni

Uma mulher que era procurada pelos crimes de lesão corporal, corrupção de menores e incêndio foi presa junto com o marido, na manhã desta quinta-feira (23), no Jardim Panorama, em Altônia. No início do mês, ela teria ateado fogo na própria moto durante uma abordagem da Polícia Militar (PM), o que fez com que as chamas atingissem um dos policiais. Já o marido foi detido foi posse de maconha.

A situação aconteceu às 8h e fez parte da Operação “Nero”, que envolveu equipes das Polícias Militar, Civil e também da Guarda Municipal de Altônia. Os agentes cumpriram um mandado de prisão em nome da suspeita e outro de busca e apreensão na residência dela.

Inicialmente, os policiais pediram que as cinco pessoas que estavam na casa – incluindo duas menores, filhas da envolvida – saíssem da residência para que fosse utilizado o cão de faro para buscas no local. Entretanto, devido à resistência das pessoas em obedecer as ordens policiais, foi necessário o uso da força para contê-las.

Uma vez fora do imóvel, o cão farejador Iron conseguiu encontrar um pote com 29 gramas de maconha no local. Ao questionar quem seria o responsável pela droga, o marido assumiu ser o dono.

No momento em que era algemada, os familiares da moradora agiram e tentaram impedir a prisão dela, sendo necessário que os policiais e agentes utilizassem técnicas de imobilização para que ela fosse detida. Ao fim, o casal foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil do município.

Incêndio no dia 6 de maio

No dia 6 de maio, a suspeita ateou fogo na própria moto e nas calças de um policial militar durante uma abordagem policial no Jardim Panorama, em Altônia. Ela ficou descontrolada ao saber que seu veículo seria recolhido por débitos e por isso começou a danificar a moto e provocar o incêndio, que atingiu a farda do militar.

A situação aconteceu por volta das 21h30. Uma equipe abordou a motociclista em sua Honda Fan e, ao constatar que a moto possuía débitos, os policiais disseram que a moto teria que ser levada ao pátio do Batalhão até que a situação fosse regularizada. Neste momento, a condutora disse aos policiais “Ninguém vai levar a minha moto! Prefiro tacar fogo ao invés de vocês apreenderem!”.

Na sequência, a envolvida retirou a tampa do tanque de combustível da motocicleta e tentou atear fogo no veículo, porém sem sucesso. Ela então começou a chutar e danificar o veículo com pedradas e chutes.

Enquanto a equipe estava tentando impedir que a Honda Fan fosse danificada, a mulher retirou a mangueira de combustíveis próximo ao carburador do veículo, causando o vazamento de uma grande quantidade de líquido inflamável no motor da moto e na calça do policial militar que segurava o veículo. Na sequência, a suspeita com um isqueiro, ateou fogo na moto e na calça do militar.

Pessoas que estavam próximas ao local auxiliaram a equipe em apagar as chamas do militar e da motocicleta, sendo acionado o apoio do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal. Enquanto isso, a abordada novamente ateou fogo ao veículo, foi em direção a uma policial militar e a ofendeu com xingamentos machistas, além de dizer “Estou cheia de álcool! Vou chegar perto de você!”.

A filha da abordada, de 17 anos, pegou um bloco de concreto e começou a danificar a motocicleta, desacatando a equipe policial com diversos xingamentos e fugindo com a mãe na sequência. As equipes foram até a residência da abordada para tentar localizá-la, porém sem sucesso. No local, entretanto, as filhas, de 17 e 14 anos, passaram novamente a desacatar os policiais, sendo ambas apreendidas e encaminhadas à Delegacia.

Os bombeiros conseguiram apagar as chamas na motocicleta, que foi apreendida e encaminhada ao pátio da Polícia Militar (PM). O policial atingido pelas chamas não ficou ferido, pois o fogo foi apagado antes que ele sofresse queimaduras.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Pós Unialfa
Uvel
Porto Camargo