Lançoni
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Umuarama 69 anos
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Prefeitura distribui mais 2 mil mudas de mamão para pequenos produtores rurais

Parceria com a Cooperu garante a continuidade do Programa Mais Fruta, que tem transformado a vida de muitos agricultores familiares

Fotos: Assessoria PMU
Fotos: Assessoria PMU
Prefeitura distribui mais 2 mil mudas de mamão para pequenos produtores rurais
Redação - OBemdito
Publicado em 19 de maio de 2024 às 09h31 - Modificado em 19 de maio de 2024 às 09h31
Gastro Umuarama
Lançoni
Cupom Local
Atlanta Pneus
Porto Camargo
9 Espetaria

A Prefeitura de Umuarama avança com o Programa Mais Fruta, realizando a distribuição de 2 mil mudas de mamão Formosa e Bela Nova a pequenos produtores da agricultura familiar cadastrados no projeto de fruticultura, estabelecido pelo prefeito Celso Pozzobom e realizado por meio da Secretaria Municipal de Agricultura. Nesta etapa foram atendidos mais de 15 agricultores.

O Programa Mais Fruta disponibiliza engenheiro agrônomo, que oferece todo apoio técnico necessário para que os produtores rurais tenham sucesso garantido em suas plantações. “O mamão já começa a produzir em 8 ou 9 meses, ou seja, em um curto espaço de tempo o agricultor já pode literalmente colher bons resultados, abastecendo o mercado de Umuarama”, comenta o secretário Waltinho Sucupira.

Além disso, ele destaca que os fruticultores fazem parte da Cooperu (Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais de Umuarama), desta forma também podem fornecer a fruta para os programas sociais coordenados pela administração municipal, como a merenda escolar e o Banco de Alimentos. “Vale destacar que o investimento na aquisição das mudas distribuídas nesta etapa foi feito integralmente pela Cooperu, grande parceira da administração municipal”, ressalta Sucupira.

O engenheiro agrônomo Fábio César Pereira de Souza acrescenta que a fruticultura é uma das mais importantes formas de incrementar a renda das famílias de pequenos agricultores de uma cidade.

“Nós acompanhamos todos o processo, desde visita a cada uma das propriedades para analisar a qualidade do solo, a disponibilidade de água – que é fundamental para o mamão, pois ele carece de irrigação diária no início de seu ciclo produtivo – e até se haveria mão de obra suficiente para lidar com a produção. Tudo isso pensando em garantir o retorno aos produtores”, indicou.

(Reportagem: Assessoria PMU)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo
Uvel