Umuarama 69 anos
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Lançoni
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Diocese de Umuarama realiza campanha para ajudar a população do Rio Grande do Sul

Apenas sete meses após as chuvas que devastaram o Rio Grande do Sul e resultaram em mais de 50 mortes […]

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil
Diocese de Umuarama realiza campanha para ajudar a população do Rio Grande do Sul
Redação - OBemdito
Publicado em 4 de maio de 2024 às 19h26 - Modificado em 4 de maio de 2024 às 19h28
Gastro Umuarama
Porto Camargo
Lançoni
9 Espetaria
Cupom Local
Atlanta Pneus

Apenas sete meses após as chuvas que devastaram o Rio Grande do Sul e resultaram em mais de 50 mortes no estado em setembro de 2023, a região sofre novamente com temporais, enchentes e enxurradas. Até o momento foram confirmadas 55 mortes.

Para colaborar com a reconstrução do Estado, a Diocese de Umuarama está realizando uma campanha. As doações em dinheiro podem ser feitas diretamente através do pelo Pix 75.858.506/0001-35, em nome da Mitra Diocesana de Umuarama. O valor arrecadado será repassado ao Regional Sul 3.

“A Diocese de Umuarama se solidariza com os irmãos e irmãs em socorro às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul e apela para a generosidade de cada irmão e irmã que possa ajudar”, divulgou a assessoria.

RS contabiliza meio milhão de pessoas afetadas pelas chuvas

As fortes chuvas que atingem o estado do Rio Grande do Sul já afetaram 510.585 pessoas, segundo balanço divulgado pela Defesa Civil do estado, às 18h, deste sábado (. Dos 497 municípios, pelo menos 317 já sofreram alguma consequência dos temporais que atingem a região desde o início da semana. 

A Defesa Civil confirma a morte de 55 pessoas e informa que ainda há sete em investigação. Neste sábado, a Defesa Civil passou a divulgar as mortes confirmadas em decorrência dos temporais e as em investigação para determinação da causa. Os municípios com mais óbitos são Gramado (6) e Santa Maria (6). 

Até o momento, há 107 feridos e 74 cidadãos desaparecidos. Em todo o estado, há 69 mil desalojados em 13 mil pessoas em abrigos. Pelo menos 418,2 mil pontos estão sem energia elétrica. Há ainda 1 milhão de domicílios sem abastecimento de água (34% do total), segundo a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

Os municípios também estão com dificuldade de acesso a telefonia e dados móveis. De acordo com as operadoras, 90 cidades estão sem serviços da TIM, 43 sem os serviços da Vivo e 53 municípios não conseguem acesso pela Claro. 

>> Entenda as causas das fortes chuvas no estado

>> Saiba o que doar para as vítimas 

(Informações: OBemdito – Diocese de Umuarama)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo
Uvel