Foto: Reprodução/Redes Sociais

Umuaramense denuncia novo acúmulo de lixo no Lago Aratimbó

O acúmulo de lixo resulta do descarte inadequado realizado pela população

Stephanie Gertler Publisher do OBemdito
Umuaramense denuncia novo acúmulo de lixo no Lago Aratimbó
Stephanie Gertler
OBemdito
19 de abril de 2024 11h47

O Lago Aratimbó, um dos principais cartões-postais de Umuarama, voltou a chamar atenção não pela sua beleza, mas pelo acúmulo de lixo. Jefferson Almeida, de 28 anos, enviou um vídeo para OBemdito mostrando a situação. Nas imagens é possível ver uma grande quantidade de resíduos, resultado do descarte incorreto.

“Só postei porque está muito feio aquilo ali. Cheio de garrafas e latas jogadas de qualquer jeito. As pessoas não conseguem guardar o pacotinho de bala no bolso e jogam em qualquer canto. Aí, quando perdem um ente querido [em decorrência da dengue], colocam a culpa na prefeitura, né?”, expressou Jefferson.

A sujeira está concentrada principalmente na margem do lago próxima à ponte de madeira, mas também pode ser encontrada em outros locais.

OBemdito entrou em contato com a Prefeitura de Umuarama que emitiu uma nota informando que “o lixo que chega ao lago através das galerias pluviais é o que a população joga nas ruas, ao invés de colocar nas lixeiras ou ensacar para a coleta realizada diariamente pelo município. Periodicamente, a Secretaria de Serviços Públicos recolhe resíduos que se acumulam, porém a cada chuva uma nova quantidade de resíduos acaba sendo despejada pelas galerias no lago”.

“A instalação de ecobarreiras é uma possibilidade ainda em análise de viabilidade, em comparação com outras alternativas. Já a questão do assoreamento é um processo contínuo desde que o córrego foi represado para a formação do lago. A Prefeitura mantém o monitoramento e deve realizar ações oportunamente”.

Em 7 de janeiro OBemdito publicou uma reportagem sobre o assoreamento e acúmulo de lixo no local. Na época, parecia que grande parte do lixo acumulado era resultado do grande número de pessoas no lago durante as comemorações de fim de ano.

A Prefeitura de Umuarama informou que a equipe da Secretaria do Meio Ambiente estava dando atenção ao caso e que este foi tema de uma reunião para dar continuidade a uma série de projetos no lago, incluindo a instalação de ecobarreiras para conter o lixo.

O assoreamento é outro problema antigo. A última operação de desassoreamento do lago ocorreu no início de 2022 e mobilizou um grande maquinário para recuperar a beleza do local.

OBemdito faz um apelo para que a população tenha consciência e não descarte lixo no local, em respeito a todos que residem em Umuarama e para a preservação dos animais que habitam o lago.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.