Foto: Reprodução/OBemdito

Colunistas

Umuarama: vídeo mostra briga entre segurança fardado e homem em estacionamento

Foto: Reprodução/OBemdito
Umuarama: vídeo mostra briga entre segurança fardado e homem em estacionamento
Redação
OBemdito
27 de novembro de 2023 14h38

Um vídeo que circula nas redes sociais nesta segunda-feira (27) mostra uma briga entre um segurança fardado e um outro homem no estacionamento de uma farmácia localizada na região da Praça Miguel Rossafa, em Umuarama.

Ao que parece, a discussão ocorre por conta de uma situação de trânsito. No vídeo, que não dá para entender ao certo o que teria acontecido, os dois discutem e, em seguida, o segurança parte para cima do homem com socos e chutes.

“Você estava sem o cinto de segurança, rapaz”, afirma aos berros. “Você está errado, sem cinto, não parou no pare”, completa. Em outro momento ele diz: “Você não é o bonzão, você não é o bonzão, fala agora”.

Enquanto a situação ocorre, algumas pessoas questionaram a forma como o segurança agiu. Também dá para ouvir a voz de uma mulher dizendo para chamar a Polícia Militar. OBemdito não conseguiu descobrir quando o vídeo foi gravado. Inicialmente não houve registro da ocorrência na PM.

Também tentamos contato com o estabelecimento comercial onde a situação teria ocorrido, porém, os números de telefone do local estão indisponíveis.

Atualização

Conforme contato telefônico com os envolvidos na situação, OBemdito foi informado de que o incidente ocorreu por volta das 14h de sábado (25). De acordo com o segurança, que é visto no vídeo, ele estava indo à farmácia quando, ao contornar a Praça Miguel Rossafa para acessar o estacionamento do local, foi fechado por um motorista de um veículo Corolla, que acabou colidindo com sua motocicleta.

A situação gerou um desentendimento que resultou em agressões físicas. O segurança disse que não trabalha para a farmácia, mas presta serviço para outra empresa. Conforme ele, eles entraram no local para poder verificar os danos nos veículos.

“Estacionei a moto e olhei para ver se ele ia estacionar o veículo. Ele parou em frente à farmácia, e fomos lá para verificar a moto. Chegando no estacionamento, ele disse que a avaria já estava e que não foi do momento. Aí eu o questionei, falei que não, que não estava naquele estado, passei o dedo na lateral da moto e mostrei que estava com tinta, que tinha sido ali, e ele mais uma vez disse que não, que já estava e que não iria pagar”, contou.

Conforme o segurança, o homem se exaltou e o respondeu de forma ríspida, o que desencadeou as agressões. “Ele que deu início à situação calorosa desde o começo, mas as imagens não mostram isso”, disse. “A gente não tem sangue de barata. Ele me deu dois empurrões, foi quando eu peguei e fui para cima dele numa atitude ali de nervosismo”, completou.

OBemdito também entrou em contato com a outra parte envolvida na situação, que não quis dar sua versão dos fatos.

Matéria atualizada às 17h25 a pedido de um dos envolvidos.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.
<