Paraná

Prefeitura de Pérola alerta agricultores sobre como agir no frio intenso

A formação de geada pode impactar negativamente na atividade agrícola e pecuária, causando prejuízos em cultivos e criações sensíveis ao frio

Foto: Prefeitura de Pérola
Prefeitura de Pérola alerta agricultores sobre como agir no frio intenso
Redação
OBemdito
27 de julho de 2021 13h17

A previsão de frio intenso a partir da próxima quarta-feira (28), podem registrar geadas na cidade de Pérola. Há previsão de mais duas massas de ar polar fortes, provocando temperaturas do ar abaixo da média histórica.

A formação de geada pode impactar negativamente na atividade agrícola e pecuária, causando prejuízos em cultivos e criações sensíveis ao frio. Para contornar a situação, o Governo municipal de Pérola informa algumas práticas primordiais para enfrentar as baixas temperaturas.

PISCICULTURA

Água com temperaturas abaixo de 13°C, por mais de três dias, pode afetar peixes como as tilápias, causando estresses, enfermidades e até mortalidade. Assim, as recomendações são: não renovar água dos viveiros quando a temperatura da água de abastecimento, externa, for inferior à temperatura ambiente de cultivo; não manejar os animais (biometria, povoamento, transferência), evitando possíveis estresses; suspender alimentação e fertilização durante período de frio.

GADO DE CORTE

A principal preocupação é com o crestamento das pastagens, que é a queima da parte vegetativa em decorrência de geadas muito fortes. A recomendação é usar o máximo da pastagem para alimentar o gado ainda antes do frio intenso.

GADO DE LEITE

Os animais parindo e as crias devem ser abrigados em locais secos e sem vento. Para proteger os rebanhos adultos do frio, a recomendação é levá-los para locais com árvores, tanto nativas como sistemas silvipastoris, que vão funcionar como quebra-vento. Na alimentação, em caso de danos nas pastagens cultivadas, recomenda-se a utilização de outras fontes de alimento, como silagem e feno.

HORTALIÇAS

Para as hortaliças em geral, inclusive folhosas, recomenda-se manter aspersores ligados no dia em que a geada ocorre, até o nascer do sol. Isso porque a água tem temperatura maior em relação ao ambiente, formando camada de vapor que protege as plantas do congelamento. As brássicas que estiverem em floração devem ter as folhas amarradas no topo, de modo a proteger os brotos.

CAFÉ

No caso de viveiros, recomenda-se o uso de plásticos tratados para evitar a perda de radiação de ondas longas, restringindo a perda de calor no período noturno. Para plantas de até 6 meses recomenda-se que elas sejam flexionadas junto ao solo e cobertas com solo. No caso de plantas mais desenvolvidas recomenda-se a cobertura da base do café com solo. Fique atento, pois após passar o período de alerta de geadas as plantas devem ser imediatamente descobertas para evitar danos.

CITROS

Nos pomares jovens, com até dois anos, recomenda-se a proteção do tronco contra o frio, usando barreiras físicas como papelão, plástico, capim ou palha. Ainda pode-se avaliar a proteção da planta por inteiro.

Para mais informações procure a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente de Pérola.

(Assessoria de Imprensa Prefeitura de Pérola)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

LEIA TAMBÉM