Sicred
Instituto Nossa Senhora Aparecida
Redação Publisher do OBemdito

Mais três UBSs de Umuarama entram em situação de alerta para dengue

Embora apenas três casos de dengue tenham sido confirmados nesta semana, conforme boletim emitido nesta sexta-feira (20), pelo Serviço de […]

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Mais três UBSs de Umuarama entram em situação de alerta para dengue
Redação - OBemdito
Publicado em 20 de janeiro de 2023 às 18h06 - Modificado em 20 de janeiro de 2023 às 18h07
Gastro Umuarama
Cupom Local
9 Espetaria
Atlanta Pneus
Porto Camargo

Embora apenas três casos de dengue tenham sido confirmados nesta semana, conforme boletim emitido nesta sexta-feira (20), pelo Serviço de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, mais três regiões de Umuarama entraram em situação de alerta para a possibilidade de surto da doença.

Inicialmente o aviso foi emitido para os bairros próximos das UBS São Cristóvão e Ouro Branco. Na última semana, o alerta foi estendido para o Centro de Saúde Escola (CSE) e nesta sexta-feira entraram na lista ‘amarela’ da Vigilância Ambiental a região do Posto de Saúde Central e a UBS Vitória Régia.

Apenas as UBS Jabuticabeiras, Primeiro de Maio e San Remo ainda não tiveram casos confirmados em suas áreas de abrangência. As demais registram baixa incidência de dengue. Nos distritos há casos positivos em Serra dos Dourados, Lovat e Roberto Silveira.

Com as três confirmações mais recentes, subiu para 74 o total de casos positivos acumulados desde agosto de 2022 – início do atual período sazonal. A dengue já está presente em 43 localidades do município. Há ainda 69 suspeitas em investigação. Do total de notificações, que somam 880, foram descartadas 737 suspeitas.

Conforme o boletim, pouco mais de 8% dos exames e avaliações clínicas têm tido resultado positivo para dengue. Ainda não houve casos graves da doença nem óbitos confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde em Umuarama, no atual período.

Porém, com o aumento do índice de infestação predial (IIP) confirmado nesta semana pelo último levantamento de índice rápido realizado pelos agentes de combate a endemias, a Secretaria de Saúde amplia o alerta para a população adotar os cuidados preventivos e eliminar qualquer recipiente que possa acumular água parada e evitar a proliferação do mosquito transmissor, o Aedes aegypti.

“Mais do que nunca, este é o momento de aumentar a atenção, reservar uns 10 minutos diários para uma vistoria no quintal, limpar calhas, colocar terra em vasos de plantas e acabar com os locais e recipientes que acumulem água”, reforçou a coordenadora da Vigilância Ambiental, Renata Ferreira.

OBemdito com Assessoria

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo