Instituto Nossa Senhora Aparecida
Sicred
Redação Publisher do OBemdito

Indústria foi o setor que mais cresceu na geração de empregos no ano passado em Umuarama

O setor industrial foi o carro-chefe na geração de empregos em Umuarama, no ano passado, de acordo com números do […]

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Indústria foi o setor que mais cresceu na geração de empregos no ano passado em Umuarama
Redação - OBemdito
Publicado em 11 de janeiro de 2023 às 20h07 - Modificado em 11 de janeiro de 2023 às 20h07
Gastro Umuarama
Cupom Local
9 Espetaria
Atlanta Pneus
Porto Camargo

O setor industrial foi o carro-chefe na geração de empregos em Umuarama, no ano passado, de acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência.

Entre os meses de janeiro a novembro de 2022 – o saldo de dezembro deve ser divulgado no próximo mês –, foram contratados com carteira assinada 16.076 trabalhadores, enquanto 14.966 perderam os empregos, o que resultou em um saldo positivo de 1.110 postos ocupados.

O maior volume de empregos foi gerado pelo comércio (5.224), que ficou bem próximo do setor de serviços (5.206) e um pouco à frente da indústria, que contratou 4.580 trabalhadores nos primeiros 11 meses do ano. A construção civil aparece em seguida com 862 empregos preenchidos e a agropecuária completa o quadro com 204 contratações.

Descontadas as demissões, o melhor saldo foi o da indústria (526), que ficou no mesmo nível do setor de serviços (523). O comércio teve saldo positivo de 38 empregos, a agropecuária ficou com 16 e a construção civil teve sete empregos de saldo. O estoque de empregos ficou em 32.401, somando todos os setores.

A superioridade da indústria se comprovou no índice de crescimento em relação ao período anterior: 7,72%, ante um aumento de 4,27% nas contratações do setor de serviços, 2,32% na agropecuária e índices de estabilidade na construção civil (0,53% positivo) e no comércio (0,38%). O crescimento global da geração de empregos em Umuarama foi de 3,55% em 2022 – sem contar os números de dezembro, que ainda não foram apurados.

“A tendência é um crescimento um pouco maior, pois dezembro é um mês em que costumam ocorrer muitas contratações”, disse o secretário municipal da Indústria e Comércio, Marcelo Adriano Lopes da Silva. Ele atribuiu o desempenho do setor industrial na geração de empregos aos incentivos promovidos na gestão do prefeito Hermes Pimentel.

A expansão do Programa de Desenvolvimento Econômico de Umuarama (Prodeu) e a formação constante de mão de obra por meio dos cursos de qualificação e treinamento, oferecidos pela Agência do Trabalhador (adquiridos pelo município ou em parcerias), além da divulgação de projetos de grande envergadura como a Zona de Processamento de Exportações (ZPE) e o Parque Tecnológico, foram algumas das boas notícias que estimularam o crescimento da geração de empregos, especialmente na indústria.

Volume maior

“Temos uma população economicamente ativa de mais de 55 mil pessoas. Mais de 8 mil MEI (microempreendedores individuais) em um grande número de empreendedores complementam cenário, junto com os trabalhadores formais (com carteira assinada) e as milhares de pessoas que atuam na informalidade”, explicou o diretor de Indústria e Comércio e agente de desenvolvimento Paulo Leon Baraniuk.

Na construção civil, continua o diretor, “o estoque de empregos formais, que ficou em 1.339 no ano passado, pode ser elevado a perto de 3 mil trabalhadores se considerarmos a quantidade de MEI que atuam no segmento”, explicou.

Incentivos

Para o prefeito Hermes Pimentel, o cenário confirma a recuperação da economia no período pós-pandemia e abre perspectivas positivas para o ano que se inicia.

“Continuaremos investindo os recursos públicos para estimular economia, a geração de emprego e renda, a fim de aproveitar o bom momento e avançar ainda mais no crescimento do mercado de trabalho”, completou.

OBemdito com Assessoria

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

Porto Camargo