Foto: Metrópoles

Política

Manifestantes furam bloqueio policial, invadem o Congresso e tentam entrar no Palácio do Planalto

Foto: Metrópoles
Manifestantes furam bloqueio policial, invadem o Congresso e tentam entrar no Palácio do Planalto
Redação
OBemdito
8 de janeiro de 2023 17h57

Um grupo de centenas de extremistas bolsonaristas que marchava pela Esplanada dos Ministérios enfrentou os bloqueios policiais e invadiu o prédio do Congresso Nacional neste domingo (8). O grupo subiu a rampa que dá acesso ao prédio e ocupa a parte externa do edifício, onde ficam as famosas cúpulas.

Segundo o líder do União Brasil, Elmar Nascimento, algumas pessoas conseguiram entrar no prédio e ocupam o chamado “Salão Verde”. Outro grupo se aproximou do Palácio do Planalto e tenta invadir o prédio. Pessoas jogam paus e pedras nos vidros do edifício.

Os manifestantes de extrema-direita foram confrontados por policiais, que usaram bombas de gás lacrimogêneo, mas conseguiram avançar e neste momento ocupam todo o jardim no entorno do Congresso.

Eles saíram em marcha do acampamento na frente do quartel-general do Exército, depois de dias de convocações para atos violentos em Brasília.

Além de intervenção militar – o que é inconstitucional – eles pedem a prisão do presidente Lula (PT).

Em nota, a Polícia Militar do Distrito Federal informou que trabalha para “garantir a paz social”. “Em momentos de manifestação popular, a PMDF busca sempre agir para que o evento ocorra de forma pacífica, mantendo-se a integridade das pessoas e patrimônio público e privado, a ordem pública e o cumprimento da legislação”, diz.

Ontem, o ministro da Justiça, Flávio Dino, autorizou o uso da Força Nacional na segurança do Distrito Federal para evitar protestos violentos no local. O reforço na segurança local vai até amanhã.

No documento, Dino determina que a Força Nacional está autorizada a “auxiliar na proteção da ordem pública e do patrimônio público e privado entre a Rodoviária de Brasília e a Praça dos Três Poderes, assim como na proteção de outros bens da União situados em Brasília, em caráter episódico e planejado, nos dias 7, 8 e 9 de janeiro de 2023”.

Bolsonaristas marcaram um protesto para amanhã na capital federal. A previsão é de que ao menos 11 ônibus cheguem a Brasília neste fim de semana. O movimento ocorre após o esvaziamento do acampamento em Brasília depois da posse de Lula.

(Reportagem: Bem Paraná)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.