Umuarama

Umuarama: Após tratamento, bebê vence a Covid-19

Além de Júlia, a mãe e o irmão também contraíram a doença

Na foto Júlia no colo do irmão João Pedro FOTO: Arquivo Pessoal
Umuarama: Após tratamento, bebê vence a Covid-19
Paula Damacena
OBemdito
14 de junho de 2021 15h01

O número de crianças contaminadas pela Covid-19 tem crescido nos últimos dias. A Júlia hoje com quatro meses venceu a Covid-19. Quando foi diagnosticada com a doença tinha apenas dois meses de vida.

A mãe contou à reportagem de OBemdito que Júlia ficou muito mal quando descobriram a doença. “Ela teve muita febre e diarreia e além disso perdeu peso”, disse Regiane.

Regiane fez o exame primeiro e confirmou positivo para a doença. Depois de alguns dias a pequena Júlia foi diagnosticada e também o outro filho de Regiane de 8 anos. ”Aqui em casa nós três fomos contaminados por esse vírus”, destacou.

‘’Fui várias vezes para tenda com ela e não sabia o que era. Como é muito bebezinha não manifesta sobre nada. Mas depois de alguns dias conseguimos receber a confirmação . Foram terríveis sete dias, até que ela se recuperasse e ficasse bem”, lembrou.

Júlia não precisou ficar internada e todo o tratamento foi realizado em casa. A menina passou por um médico e a genitora seguiu todos os protocolos recomendados.

‘’Eu fiquei traumatizada pelo sofrimento da minha pequena. Mas depois que conseguimos saber o que realmente era, fiquei mais aliviada”, explica.

Regiane lembra que muitas pessoas comentavam que crianças e bebês são mais difíceis de contrariem o vírus por conta do anticorpos. “Não é bem assim, todos estão vulneráveis a contaminação pela doença. Por isso, eu faço um alerta aos pais e que fiquem sempre atentos”, observou.

Seguir os protocolos impostos pela saúde é essencial para salvar vidas. “Eu sempre tive muito medo, só saio de casa para o trabalho e ainda sigo a risca todas as medidas de segurança. Mas mesmo assim fomos afetados por essa doença. Não tão grave, mas preocupante”, finalizou.

A Júlia, segundo a mãe foi uma das crianças com menos idade a contrair o vírus em Umuarama.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

LEIA TAMBÉM