Colunistas

Ansiedade x depressão: podem ocorrer ao mesmo tempo?

Foto: acervo pessoal
Ansiedade x depressão: podem ocorrer ao mesmo tempo?
Redação
OBemdito
14 de julho de 2022 20h30

Na realidade, essas duas condições podem sim, coexistir na mesma pessoa, mas devemos nos lembrar que são problemas distintos, com características próprias e que, muitas vezes, são considerados opostos. Porém, na realidade, tanto a ansiedade quanto a depressão, envolvem comportamentos que atrapalham a rotina, gerando um alto prejuízo social, profissional e nos relacionamentos interpessoais.

Conheça os sintomas de cada uma das condições:

Ansiedade: Caracteriza-se por preocupação excessiva, não necessariamente com um foco. Essa preocupação não é controlada pelo indivíduo, é uma invasão da mente. Junto com a ansiedade, pode surgir a inquietação, o nervosismo, a fadiga e o cansaço, além da dificuldade para se concentrar.

Também pode haver alterações de sono, mas nesse caso, o sono se torna mais leve e com pouca qualidade. Entre os sintomas físicos estão a falta de ar, o suor, a mão gelada, boca seca, tontura e náusea.

Depressão: caracterizada por sintomas como humor deprimido, juntamente com a diminuição do prazer, desde as atividades diárias até a perda da libido.

Alterações de apetite, como aumento ou diminuição, assim como desregulação do sono também podem ocorrer, além de quadros de fadiga, cansaço, indisposição, sentimento de culpa e inadequação e dificuldade para se concentrar.

Prevenção e tratamento: Para entender se é hora de procurar ajuda especializada, o melhor é observar os seus sintomas. O que vai ser determinante é a intensidade e afrequência com que eles aparecem no dia a dia.

“Estar ansioso antes de uma prova é comum, mas sentir-se assim todo dia, a maior parte do dia não, já é um indicativode algo mais sério” diz a psicóloga Amanda Ferreira Costa.

Entretanto, o ideal é estar atento para se prevenir dessas condições, apostando em qualidade de vida, melhora da rotina, em boas noites de sono e na alimentação. E, se sentir que algo está errado, não tente ignorar o problema, busque ajuda, seja de um psicólogo ou psiquiatra.

________________________________________________________________

*Amanda Ferreira Costa – psicóloga clínica de Cruzeiro do Oeste, graduada pela Universidade Paranaense e pós-graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental pela Sanar Saúde.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.