Cotidiano

Operação Samurai cumpre 4 mandados de prisão e 6 de busca e apreensão em Altônia e Umuarama

Nesta quinta-feira foram detidos acusados de fazer parte de uma organização criminosa para o tráfico de drogas

Foto: Polícia Civil de Altônia
Operação Samurai cumpre 4 mandados de prisão e 6 de busca e apreensão em Altônia e Umuarama
Redação
OBemdito
24 de junho de 2021 12h42

Na manhã desta quinta-feira (24) foi desencadeada a fase final da Operação Samurai. O objetivo foi cumprir 4 mandados de prisão temporária e seis de busca e apreensão em residências de Altônia e Umuarama com o objetivo de apreender drogas, armas e outros materiais de prova.

A operação foi realizada pela Polícia Civil de Altônia, sob coordenação do Delegado Reginaldo Caetano da Silva, com apoio de Policiais Civis de Umuarama e Militares de Altônia.

Conforme o delegado Reginaldo, os mandados são frutos de investigação contra o tráfico de drogas na cidade, iniciada em abril de 2020, ocasião em que foram apreendidos 570 quilos de maconha. No curso da investigação foram presas outras três pessoas e vários veículos foram apreendidos.

A ação desta quinta-feira resultou na apreensão de cerca de 1,2 kg de maconha, uma pistola calibre 765 e celulares. A prisão do líder da organização para o tráfico de drogas (L.J.C., 30 anos) ocorreu em Umuarama.

Foram presos hoje em Altônia os suspeitos A.P.A, 33 anos, e M.O.F, 22 anos. Em decorrência dessa investigação estão foragidas (com mandado de prisão) mais três pessoas, sendo duas de Ribeirão Preto/SP e uma de Cariacia/ES.

A Polícia Civil encerrará o inquérito policial nos próximos 30 dias, quando ocorrerá o indiciamento de oito pessoas. De acordo com o delegado, a polícia civil também encontrou veementes indícios de autoria de homicídio, o que resultará em novos indiciamentos.

O nome da operação (Samurai) faz menção ao apelido do líder da organização para o tráfico.

(Informações: Reginaldo Caetano/Delegado de Polícia – Altônia)

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba as notícias do OBemdito em primeira mão.

LEIA TAMBÉM